‘ELA É COMO SE FOSSE UM HOMEM’: EMPREENDEDORISMO FEMININO NO SETOR DE TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS

Ivanete Schneider Hahn, Jucelei Lins, Laleska Lebioda, Gabriela Ostrovski

Resumo


O presente artigo teve como objetivo estudar o processo do empreendedorismo feminino em uma empresa de transporte rodoviário de cargas. Considerando a natureza exploratória e descritiva da pesquisa, foi conduzido um estudo de caso junto a uma empresa de transporte rodoviário de cargas. Foram procedidos levantamentos em documentos da empresa e realizadas cinco entrevistas semiestruturadas com funcionários e com a empreendedora que atua há 17 anos no segmento. Para analisar os dados coletados, utilizou-se como método a criação de categorias de análise baseadas na literatura. A análise de múltiplas fontes de evidência permitiu concluir que algumas características empreendedoras se mostraram bastante presentes na empreendedora, como: assunção de riscos e detecção de oportunidades de mercado, persistência e força de vontade. Os resultados da pesquisa fortalecem as evidências que as características empreendedoras são iguais entre os gêneros. Contudo, o estudo aprofundado permitiu verificar que, no caso do setor de transporte de cargas, a empreendedora precisou controlar ou desfazer-se de seus hábitos femininos para ser respeitada pelos funcionários, clientes e pares. Como contribuição prática e teórica, o estudo contribuiu para levantar alguns questionamentos quanto ao estudo e ensino do empreendedorismo.

Palavras-Chave: Empreendedorismo. Gênero. Carreira.

 

'SHE IS LIKE A MAN': FEMALE ENTREPRENEURSHIP IN THE BRAZIL ROAD TRANSPORT SECTOR

Abstract: This article aims to study the process of female entrepreneurship in a cargo transport company. Considering the exploratory and descriptive nature of the research, a case study was conducted with a cargo transport company. Company documents were collected, and five semi-structured interviews were conducted with employees and the female entrepreneur who has been working in the segment for 17 years. To analyze the collected data, the method used was the creation of analysis categories based on the literature. The analysis of multiple sources of evidence allowed us to conclude that some entrepreneurial characteristics were very present in the entrepreneur, such as risk-taking and detection of market opportunities, persistence and, willpower. The research results strengthen the evidence that entrepreneurial characteristics are the same between genders. The in-depth study showed that, in the case of cargo transportation, the entrepreneur needed to control or discard her feminine habits to be respected by employees, clients and, peers. As a practical and theoretical contribution, the study contributed to raise some questions about the study and teaching of entrepreneurship.

Keywords: Entrepreneurship. Gender. Career.


Palavras-chave


Estratégia; Empreendedorismo; Gênero; Carreira

Texto completo:

PDF

Referências


ABD-HAMID, Z.; AZIZAN, N.A.; SOROOSHIAN, S. Predictors for the Success and Survival of Entrepreneurs in the Construction Industry Regular. International Journal of Engineering Business Management, v.4, n.12, p.1-8, 2015.

ACS, Z. J.; DESAI, S.; HESSELS, J. Entrepreneurship, economic development and institutions. Small Business Economics, v. 31, p. 219-234, 2008.

ALMEIDA NETO, F. S.; SIQUEIRA, E. S.; BINOTTO, E. Empreendedorismo feminino: o caso do setor salineiro – Mossoró/RN. Revista de Administração da Unimep, v. 9, n. 2, p. 153- 175, 2011.

ALPERSTEDT, G. D.; FERREIRA, J. B.; SERAFIM, M. C. Empreendedorismo feminino: dificuldades relatadas em histórias de vida. Revista de Ciências da Administração, v. 16, n. 40, p. 221-234, 2014.

AUDRETSCH, D.B.; KURATKO, D.F.; LINK, A.N. Making Sense of the Elusive Paradigm of Entrepreneurship Department of Economics. University of North Carolina: Working Paper Series, 2015.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. 3.ed. Lisboa: Edições 70, 2004.

BATSAKIS, G. Impediments on the way to entrepreneurship. Some new evidence from the EU's post-socialist world. Journal of Small Business and Enterprise Development, v.21, n.3, p. 385-402, 2014.

BEVERLAND, M.; LOCKSHIN, L. Organizational life cycles in small New Zealand wineries. Journal of Small Business Management, v. 39, n. 4, p. 354-62, 2001.

BOMFIM, L. C. S.; TEIXEIRA, R. M. Empreendedorismo Feminino: desafios Enfrentados por Empreendedoras na Gestão de Pequenos Negócios no Setor de Turismo. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 9, n. 2, p. 48-69, 2015.

CARRASCO, I. Gender gap in innovation: An institutionalist explanation. Management Decision, v.52, n. 2, p. 410-424, 2014.

DAVIDSSON, P. Continued Entrepreneurship and Small Firm Growth. The Economic Research Institute, Stockholm School of Economics, Stockholm. 1989.

DRUCKER, P. F. Inovação e espírito empreendedor. São Paulo: Pioneira. 1986.

FERREIRA, J. M.; NOGUEIRA, E. E. S. Mulheres e suas histórias: razão, sensibilidade e subjetividade no empreendedorismo feminino. Revista de Administração Contemporânea, v. 17, n. 4, p. 398-417, 2013.

FERREIRA, J.B. Empreendedorismo feminino em Santa Catarina: um estudo a partir do relato de mulheres participantes do prêmio Sebrae. 189 p. Dissertação (Mestrado) - Mestrado Profissional em Administração, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, 2012.

FERREIRA, A. C.; ALCÂNTARA, V. C.; FREITAS, F. M. Adaptação, validação e discussões da aplicação de uma escala de medida do potencial empreendedor em universitários. Revista Pensamento Contemporâneo em Administração, v. 7, n. 3, p. 115-138, 2013.

FIGUEIREDO, M. D.; MELO, A. N.; MATOS, F. R. N.; MACHADO, D. Q. Empreendedorismo Feminino no Artesanato: uma Análise Crítica do Caso das Rendeiras dos Morros da Mariana, Piauí. Revista Eletrônica de Ciência Administrativa, v. 14, n. 2, p. 110- 123, 2015.

GIMENEZ, F. A. P.; FERREIRA, J. M.; RAMOS, S. C. Empreendedorismo Feminino no Brasil: Gênese e Formação de um Campo de Pesquisa. Revista de Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, v. 6, n. 1, p. 40-74, 2017.

GONÇALVES, C. A.; MEIRELLES, A. de M. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2004.

GOMES, A.F.; SANTANA, W.G.P.; ARAÚJO, U.P.; MARTINS, C.M.F. Empreendedorismo Feminino como Sujeito de Pesquisa. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, v. 16, n.51, p. 319-342, 2014.

JENNINGS, J. E.; BRUSH, C. G. Research on women entrepreneurs: Challenges to (and from) the broader entrepreneurship literature? The Academy of Management Annals, v.7, n. 1, p. 663-715, 2013.

KOBEISSI, N. Gender factors and female entrepreneurship: International evidence and policy implications. Journal of International Entrepreneurship, v. 8, n. 1, p. 1-35, 2010.

KUIP, I.; VERHEUL, I. Early development of entrepreneurial qualities: the role of initial education. SCALESScales-paper N200311, EIM Business & Policy Research: Zoetermeer, 2003.

LEE, S. S.; OSTERYOUNG, J. S. A comparison of determinants for business start-up in the U.S. and Korea. Journal of Small Business Management, v. 39, n. 2, p. 193-200, 2001.

McCCLELLAND, D. C. The achieving society. Princeton: Van Nostrand, 1961.

PORTO, M.F.S. Com licença eu vou à luta! Mulheres empresárias de patos de minas – 1980 – 90. Uberlândia, 2002. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia-MG, 2002.

SCHMIDT, S.; BOHNENBERGER, M. C. Perfil empreendedor e desempenho organizacional. RAC – Revista de Administração Contemporânea, v. 13, n. 3, p. 450-467, 2009.

SCHWARTZ, E. Entrepreneurship: a new female frontier. Journal of Contemporary Business, v.5, n.1, p. 47-76, 1976.

STROBINO, M. R. C.; TEIXEIRA, R. M. Empreendedorismo feminino e o conflito trabalho- família: estudo de multicasos no comércio de material de construção da cidade de Curitiba. Revista de Administração, v. 49, n. 1, p. 59-76, 2014.

TEIXEIRA, R.M.; BOMFIM, L.C.S. Empreendedorismo feminino e os desafios encontrados para conciliar os conflitos trabalho e família: estudo de casos múltiplos em agências de viagens. Revista Brasileira de Pesquisa em Turismo, São Paulo, v. 10, n. 1, p. 44-64, 2016.

TRIVIÑOS, A. N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

VERHEUL, I.; STEL, A.; THURIK, R. Explaining female and male entrepreneurship at the country level. Entrepreneurship & Regional Development, v.18, n.2, p.151-183, 2006.

WELSH, D.H.B.; KACIAK, E.; THONGPAPANL, N. Influence of stages of economic development on women entrepreneurs' startups. Journal of Business Research, v.69, n.11, p. 4933-4940, 2016.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 3.ed. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: https://doi.org/10.33362/visao.v8i2.2040

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM


Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 

ISSN: 2238-9636

-------------------------------------------------------------

Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP)- Rua Victor Baptista Adami, 800- Centro
CEP: 89500-000 - Cx. Postal 232 - Fone: (49) 3561-6200 E-mail: uniarp@uniarp.edu.br