AVALIAÇÃO DO CONSUMO ALIMENTAR E ESTADO NUTRICIONAL DE GRADUANDOS EM ENFERMAGEM

Fabíola Pansani Maniglia, Daniele Mendonça Santos, Franciele Cristina Maria de Oliveira, Júlio César Ribeiro

Resumo


A baixa qualidade da alimentação e o sedentarismo representam riscos para o acúmulo de gordura corporal e desenvolvimento de doenças já na juventude. O objetivo do estudo foi investigar o consumo alimentar e o estado nutricional de alunos do curso de Enfermagem por meio de atividade prática em uma disciplina curricular relacionada à nutrição. Trata-se de um estudo transversal feito com as informações obtidas durante o desenvolvimento de uma atividade da disciplina denominada “Aspectos nutricionais na assistência de enfermagem”, na qual participaram 76 estudantes maiores de 18 anos. As informações nutricionais foram obtidas por meio de entrevista em pares, registro de um padrão alimentar e aplicação de um Questionário de Frequência Alimentar. Os integrantes do estudo eram na maioria mulheres (80,3%) e a idade média da amostra foi de 25,3 ± 7,3 anos. Muitos indivíduos apresentaram ingestão hídrica insuficiente, a qual se correlacionou negativamente com o consumo de refrigerante (r= -0,254 p=0,029). 48,8% da amostra estava acima do peso corporal e 75% eram sedentários. O fracionamento alimentar foi considerado satisfatório, mas o consumo de frutas e hortaliças foi abaixo das recomendações (0,6±0,9; 1,7±1,2 porções). Houve alto consumo de açúcar e gordura, identificado por itens, como o refrigerante e alimentos fritos. Acredita-se que a disciplina relacionada à nutrição, presente na grade curricular do curso, possa servir como uma importante ferramenta de estímulo a melhores hábitos de vida, partindo de práticas alimentares mais adequadas.

Palavras-chave: Consumo alimentar. Estado nutricional. Estudantes.

 

EVALUATION OF FOOD CONSUMPTION AND NUTRITIONAL STATUS OF UNDERGRADUATE NURSING STUDENTS

 

ABSTRACT: The poor quality of diet and the sedentary lifestyle increase the risk of body fat accumulation and the development of diseases as early as the youth. The objective of the study was to investigate the food consumption and the nutritional status of students of the Nursing course through practical activity in a curricular discipline related to nutrition. This is a cross-sectional study carried out with the information obtained during the development of an activity of the discipline called "Nutritional Aspects in Nursing Care", in which 76 students older than 18 years participated. The nutritional information was obtained by a paired interview, recording a food pattern and applying a Food Frequency Questionnaire. The study participants were mostly female (80.3%) and the mean age of the sample was 25.3 ± 7.3 years. Many subjects presented insufficient water intake, which correlated negatively with the soda consumption (r = -0.254 p = 0.029). 48.8% of the sample was overweight and 75% were sedentary. The number of meals was considered satisfactory, but consumption of fruits and vegetables was below the recommendations (0.6 ± 0.9, 1.7 ± 1.2 portions). There was high consumption of sugar and fat, identified by items such as soda and fried foods. It is believed that the discipline related to nutrition, present in the curriculum of the course, can serve as an important tool to stimulate better life habits, starting from more appropriate eating practices.

Keywords: Food consumption. Nutritional status. Students.

Palavras-chave


Consumo alimentar; Estado nutricional; Estudantes.

Texto completo:

PDF

Referências


BEZERRA, Ilana Nogueira; MOREIRA, Tyciane Maria Vieira; CAVALCANTE, Jessica Brito. et. al. Alimentação fora do lar no Brasil segundo locais de aquisição. Rev Saúde Pública, v. 51, n. 15, p. 1-8, 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Guia alimentar para a população brasileira / Ministério da Saúde, Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Atenção Básica. – 2. ed. – Brasília: Ministério da Saúde, 2014.

BRASIL. Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde. Departamento de Vigilância de Doenças e Agravos Não transmissíveis e Promoção da Saúde. VIGITEL Brasil 2016: vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico. Brasília: Ministério da Saúde; 2016.

CARNEIRO, Maria de Nazareth de Lima; LIMA, Priscyla Souza de; MARINHO, Lorrany Miranda. et al. Estado nutricional de estudantes universitários associados aos hábitos alimentares. Rev Soc Bras Clin Med, v. 14, n. 2, p. 84-8, 2016.

DELIENS, Tom; CLARYS, Peter; DE BOURDEAUDHUJI, Ilse. et al. Determinants of eating behaviour in university students: a qualitative study using focus group discussions. BMC Public Health, v. 14, n. 53, p. 1-12, 2014.

DOS SANTOS, Leianny Rodrigues; BRITO, Emmanuel Calisto da Costa; NETO, José Cláudio Garcia Lira. et al. Análise do sedentarismo em estudantes universitários. Rev enferm UERJ, v. 22, n. 3, p. 416-21, 2014.

FERESIN, Cátia; SONZOGNO, Maria Cecília. Reflexões sobre a inserção da disciplina de nutrição na formação do enfermeiro. Rev Latino-am Enfermagem, v. 15, n. 6, 2007.

FISBERG, Regina Mara; MARCHIONI, Dirce Maria Lobo; COLUCCI, Ana Carolina Almada. Avaliação do consumo alimentar e da ingestão de nutrientes na prática clínica. Arq Bras Endocrinol Metab, v. 53, n. 5, p. 617-624, 2009.

GASPARETTO, Rosa Maria; DA COSTA E SILVA, Rosana Carolo. Perfil antropométrico dos universitários dos cursos de nutrição, enfermagem, fisioterapia e educação física do Centro Universitário La Salle, Canoas/RS. Rev. Assoc. Bras. Nutr, v. 4, n. 5, p. 29-33, 2012.

INSTITUTE OF MEDICINE. Food and Nutrition Board. Energy. In: Institute of Medicine. Food and Nutrition Board, ed. Dietary Reference Intakes – Energy, carbohydrate, fiber, fat, fatty acids, cholesterol, protein, and amino acids. Washington (DC): The National Academy Press; 2002. p.107-264.

LOUREIRO, Marina Paraluppi. Estado nutricional e hábitos alimentares de universitários. Segurança Alimentar e Nutricional, v. 23, n. 2, p. 955-972, 2016.

LOUZADA, Maria Laura da Costa; MARTINS, Ana Paula Bortoletto; CANELLA, Daniela Silva. et al. Alimentos ultraprocessados e perfil nutricional da dieta no Brasil. Rev Saúde Pública, v. 49, n. 38, p. 1-11, 2015.

MARCONDELLI, Priscilla; COSTA, Teresa Helena Macedo da; SCHMITZ, Bethsáida de Abreu Soares. Nível de atividade física e hábitos alimentares de universitários do 3º ao 5º semestres da área da saúde. Rev. Nutr., v. 21, n. 1, p. 39-47, 2008.

MORA-RODRIGUEZ, Ricardo; ORTEGA, Juan F. FERNANDEZ-ELIAS, Valentin E. et al. Influence of Physical Activity and Ambient Temperature on Hydration: The European Hydration Research Study (EHRS). Nutrients, v. 8, n. 252, p. 1-13, 2016.

SCHMIDT, Maria Inês; DUNCAN, Bruce Bartholow; AZEVEDO E SILVA, Gulnar. et al. Chronic non-communicable diseases in Brazil: burden and current challenges. Lancet, v. 377, n. 9781, p. 1949-61, 2011.

SOAR, Claudia; DE SOUZA E SILVA, Patricia; LIRA, Janaína Guarino. Consumo alimentar e atividade física de estudantes universitários da área de saúde. Revista Univap, v. 18, n. 31, p. 41-47, 2012.

VARGAS-GARCIA, E.J; EVANS, C.E.L; PRESTWICH, A. et al. Interventions to reduce consumption of sugar-sweetened beverages or increase water intake: evidencefrom a systematic review and meta-analysis. Obesity Reviews, v. 18, 1350-1363, 2017.

WORLD GASTROENTEROLOGY ORGANISATION (WGO). WGO Practice Guidelines: Constipação: uma perspectiva mundial. 2010. Disponível em: < http://www.worldgastroenterology.org/UserFiles/file/guidelines/constipation-portuguese-2010.pdf>.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Obesity: Preventing and managing the global epidemic. Geneve; 1997




DOI: http://dx.doi.org/10.33362/ries.v7i2.1397

Direitos autorais 2019 Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2238-832X

-------------------------------------------------------------

Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP)
Rua Victor Baptista Adami, 800 - Centro
CEP: 89500-000 - Cx. Postal 232 - Fone: (49) 3561-6200
E-mail: uniarp@uniarp.edu.br

Copyright © 2010 UNIARP. Todos os direitos reservados.