A VIVÊNCIA DA FAMÍLIA DE PACIENTES HOSPITALIZADOS COM DOENÇA CRÔNICA: A PERSPECTIVA DO PRINCIPAL CUIDADOR

Etiene Pereira Costa, Andressa Lüdtke Hoch, Márcia Aparecida Miranda de Oliveira

Resumo


RESUMO: Os familiares geralmente estão presentes em hospitais acompanhando o membro doente em tratamentos e internações. Tratando-se de doenças crônicas as idas ao hospital são frequentes e o paciente passa a ter uma série de limitações cotidianas e seu estilo de vida passa a ser bem diferente, causando assim alterações no estilo de vida de toda família. Para a realização da presente pesquisa utilizamos o método qualitativo onde foram feitas entrevistas semiestruturadas com 8 familiares de pacientes com algum tipo de doença crônica, internados em um hospital de Santa Catarina. Já a análise dos resultados foi feita por meio da análise de conteúdo, baseando-se na teoria sistêmica como fundamentação. Com isso foi possível identificar como o surgimento de uma doença crônica em um indivíduo desestrutura todo o seu sistema familiar, principalmente o familiar que acaba se tornando o principal cuidador.

Palavras-chave: Família. Cuidadores. Doença crônica. Hospitalização. Visão sistêmica.

 

ABSTRACT: Family members are usually present at hospitals following the ill member in treatments and hospitalizations. In case of chronic diseases often visits to the hospital are necessary, the patient begins to have limitations everyday and needs to change its lifestyle, causing changes on the lifestyle of the whole family. For this research, we used qualitative method, interviews were made with eight relatives of patients of a chronic diseases hospitalized at a hospital from Santa Catarina. The analysis of those results were made by content analysis method, based on the systemic theory as substantiation. It was then possible to identify how the appearance of a chronic disease in an individual destabilizes your entire family, especially the one that ends up being the main caregiver.

Keywords: Family. Caregivers. Chronic diseases. Hospitalization. Systemic perspective.


Palavras-chave


família; cuidadores; doença crônica; hospitalização; visão sistêmica.

Texto completo:

PDF (Português)

Referências


ARAÚJO, L. Z. S. de et. al. Cuidador principal de paciente oncológico fora da possibilidade de cura, repercussões deste encargo. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília, v. 62, n. 1, pp. 32-37,2009. Disponível em: . Acesso em: 07 dezembro 2012.

BARRETO, T. S.; AMORIM, R. da C. A Família frente ao adoecer e ao tratamento de um familiar com câncer. Revista de Enfermagem da UERJ. Rio de Janeiro, v. 18, n. 3, pp. 462-467, 2010. Disponível em: . Acesso em: 09 novembro 2012.

BECK, A. R. M.; LOPES, M. H. M. Cuidadores de crianças com câncer: aspectos da vida afetados pela atividade de cuidador. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília, v. 60, n. 6, pp. 670-675, 2007. Disponível em: . Acesso em: 07 dezembro 2012.

CALDEIRA, A. N. S.; RIBEIRO, R. de C. H. M. O enfrentamento do cuidador do idoso com Alzheimer. Revista Arquivos de Ciências da Saúde. São José do Rio Preto, v. 11, n. 2, 2004. Disponível em: . Acesso em: 18 outubro 2012.

CARVALHO, C. da S. U. de. A Necessária Atenção à Família do Paciente Oncológico. Revista Brasileira de Cancerologia. Rio de Janeiro, v. 54, n. 1, pp. 87-96, 2008. Disponível em: . Acesso em: 08 dezembro 2012.

CREPALDI, M. A. Bioética e interdisciplinaridade: Direitos de pacientes e acompanhantes na hospitalização. Paidéia. Ribeirão Preto, v. 9, n. 16, pp. 89-94, 1999. Disponível em: . Acesso em: 30 abril 2012.

FALCÃO, D. V. da S. Doença de Alzheimer: Um Estudo sobre o Papel das Filhas Cuidadoras e suas Relações Familiares. 2006. 17f. Tese de Doutorado em Psicologia - Instituto de Psicologia, Universidade de Brasília, Brasília, 2006. Disponível em: . Acesso em: 08 novembro 2012.

LESSA, I. Doenças crônicas não-transmissíveis no Brasil: um desafio para a complexa tarefa da vigilância. Ciência & Saúde Coletiva. Rio de Janeiro, v. 9, n. 4, pp.931-943, 2004. Disponível em: . Acesso em: 30 abril 2012.

LUSTOSA, M. A. A Família do Paciente Internado. Revista da SBPH. Rio de Janeiro, v. 10, n. 1, pp. 3-8, 2007. Disponível em: . Acesso em: 15 outubro 2012.

MALTA, D. C. et. al. A construção da vigilância e prevenção das doenças crônicas não transmissíveis no contexto do Sistema Único de Saúde. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Brasília, v. 15, n. 3, pp. 47-65, 2006. Disponível em: . Acesso em: 30 março 2012.

MARCON, S. S. et. al. Vivência e Reflexões de um grupo de estudos junto às famílias que enfrentem a situação crônica de saúde. Texto & Contexto - Enfermagem. Florianópolis, v. 14, n. esp., pp. 116-124, 2005. Disponível em: . Acesso em: 09 novembro 2012.

MARTINS, L. M.; FRANÇA, A. P. D.; KIMURA, M. Qualidade de vida de pessoas com doença crônica. Revista Latino-Americana de Enfermagem. Ribeirão Preto, v.4, n.3, pp. 5-18, 1996. Disponível em: . Acesso em: 30 março 2012.

MORE, C. L. O. O. et. al. Contribuições do pensamento sistêmico à prática do psicólogo no contexto hospitalar. Psicologia em Estudo. Maringá, v. 14, n. 3, p. 465-473, 2009. Disponível em: . Acesso em: 04 maio de 2012.

PASSOS, V. M. de A.; ASSIS, T. D.; BARRETO, S. M. Hipertensão arterial no Brasil: estimativa de prevalência a partir de estudos de base populacional. Epidemiologia e Serviços de Saúde. Brasília, v. 15, n. 1, pp. 35-45, 2006. Disponível em: . Acesso em: 30 março 2012.

PÉRES, D. S.; MAGNA, J. M.; VIANA, L. A. Portador de hipertensão arterial: atitudes, crenças, percepções, pensamentos e práticas. Revista Saúde Pública. São Paulo, v. 36, n. 5, pp. 635-642, 2003. Disponível em: . Acesso em: 30 março 2012.

ROLLAND, J. S. Doença Crônica e o Ciclo de Vida Familiar. In CARTER, B.; McGOLDRICK, M. (Cols.) As Mudanças no Ciclo de Vida Familiar. 2 ed. (pp. 373-392). Porto Alegre: Artmed, 1995.

SANTOS, C. T. dos; SEBASTIANI, R. W. Acompanhamento psicológico à pessoa portadora de doença crônica. In: ANGERAMI-CAMON, V. A. (Org.) E a Psicologia Entrou no Hospital. São Paulo: Pioneira Thomson Learning, 2003.

SILVA, D. M. G. V. da; SOUZA, S. da S. de; FRANCIONI, F. F.; MEIRELLES, B. H. S. Qualidade de vida na perspectiva de pessoas com problemas respiratórios crônicos: a contribuição de um grupo de convivência. Revista Latino-Americana de Enfermagem. Ribeirão Preto, v.13, n.1, pp. 7-14, 2005. Disponível em: . Acesso em: 08 dezembro 2012.

SILVA, M. de A. S. et. al. Cotidiano da família no enfrentamento da condição crônica na infância. Acta Paulista de Enfermagem. São Paulo, v. 23, n. 3, pp. 359-365, 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 outubro 2012.

SILVEIRA, T. M.; CALDAS, C. P.; CARNEIRO, T. F. Cuidando de idosos altamente dependentes na comunidade: um estudo sobre cuidadores familiares principais. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro, v. 22, n. 8, pp. 1629-1638, 2006. Disponível em: . Acesso em: 07 dezembro 2012.

SIMONETTI, J. P.; FERREIRA, J. C. Estratégias de coping desenvolvidas por cuidadores de idosos portadores de doença crônica. Revista da Escola de Enfermagem da USP. São Paulo, v. 42, n. 1, pp. 19-25, 2008. Disponível em: . Acesso em: 18 outubro 2012.

SLUZKI, E. C. A rede social na prática sistêmica. 3 ed. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2006.

SZARESKI, C.; BEUTER, M.; BRONDANI, C. M. Situações de conforto e desconforto vivenciadas pelo acompanhante na hospitalização do familiar com doença crônica. Ciência, Cuidado e Saúde. Maringá, v. 8, n. 3, pp. 378-384, 2009. Disponível em: . Acesso em: 30 abril de 2012.

TOYOSHIMA, M. T. K.; ITO, G. M.; GOUVEA, N. Morbidade por doenças respiratórias em pacientes hospitalizados em São Paulo/SP. Revista da Associação Médica Brasileira. São Paulo, v. 51, n. 4, pp. 209-213, 2005. Disponível em: . Acesso em: 08 dezembro 2012.

ZANETTI, M. L. et. al. O cuidado à pessoa diabética e as repercussões na família. Revista Brasileira de Enfermagem. Brasília, v. 61, p. 186-192, 2008. Disponível em: . Acesso em: 29 março 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.33362/ries.v4i1.333

Direitos autorais 2015 Revista Interdisciplinar de Estudos em Saúde

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

ISSN: 2238-832X

-------------------------------------------------------------

Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP)
Rua Victor Baptista Adami, 800 - Centro
CEP: 89500-000 - Cx. Postal 232 - Fone: (49) 3561-6200
E-mail: uniarp@uniarp.edu.br

Copyright © 2010 UNIARP. Todos os direitos reservados.