A GERAÇÃO Y NO AMBIENTE ORGANIZACIONAL DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR NA CIDADE DE PORTO ALEGRE

Jhony Pereira Moraes, Raquel Prá

Resumo


Este artigo teve por objetivo compreender como funcionários pertencentes à Geração Y que trabalham em uma Instituição de Ensino Superior (IES) na Zona Sul de Porto Alegre/Rio Grande do Sul a observam quanto a suas políticas de trabalho em relação aos benefícios, condições de trabalho, aplicação das habilidades técnicas e o relacionamento interpessoal entre chefias e funcionários no ambiente organizacional, por exemplo. A metodologia utilizada foi de cunho quantitativo e qualitativo. Como instrumento de pesquisa, aplicou-se um questionário, em um grupo de 39 funcionários de setores escolhidos aleatoriamente da IES, servindo de amostra para o objeto de estudo desse artigo, a Geração Y. Das análises dos dados, é possível afirmar que a Instituição, apesar das fragilidades apresentadas que se relacionam à filosofia desses jovens, mostrou promover um ambiente propício para as demandas dessa geração. A IES atua de forma significativa para a Geração Y no tocante às expectativas com o trabalho, orgulho em trabalhar na empresa, reconhecimento e motivação.

Palavras-Chave: Geração Y, IES, Ambiente Organizacional.

 

The Generation Y in Organizational Environment of an Institution of Higher Education in the City of Porto Alegre

Abstract: This article aimed to understand how the employees, who belonging to the Generation Y and work in a Higher Education Institution (IES) in the South Zone of Porto Alegre / Rio Grande do Sul, observes their work policies regarding benefits, working conditions, application of technical skills and the interpersonal relationship between managers and employees in the organizational environment, for example. The methodology approach was quantitative and qualitative. As a research instrument, a questionnaire was applied to a group of 39 employees from selected sectors randomly of IES, serving as a sample for the study object of this article, the Generation Y. From the analysis of the data, it is possible to affirm that the Institution, despite the fragilities presented that relate to the philosophy of these young people, has shown to promote an environment conducive to the demands of this generation. IES acts in a significant way for Generation Y regarding expectations with work, pride in working in the company, recognition and motivation.

Keywords: Generation Y, IES, Organizational Environment.


Texto completo:

PDF

Referências


AGUILAR, Camila da Silva; LIMA, Washington Luiz C.; PIMENTEL, Andréia Aparecida; SACAGNI, Sonia Regina; SANTOS, Maria Fernanda; MIGUEL, Mara Sueli de Moraes. Geração Y os desafios da liderança. Disponível em Acesso em 21/04/2015.

AMATUCCI, Marcos. Perfil do administrador brasileiro para o século XXI: um enfoque metodológico. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo – USP – São Paulo, 2000.

APRIGIO, Bruna Tábata. Gerações no mercado de trabalho: geração Y. Revista de Administração do UNISAL. Campinas, v. 3, n. 3, p. 19-28, jan-abr, 2013.

BERGAMINI, Cecília Whitaker. Psicologia Aplicada à Administração de Empresas: Psicologia do comportamento organizacional. São Paulo: Atlas. 2005

BRANCO, Viviane Formosinho Castello. A Gestão da Geração Y nas Organizações. 1.Ed. Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2013.

CALVOSA, Marcelo Vinicius Dória. As competências e expectativas do futuro administrador: o estudo do perfil do estudante de Administração da UFRRJ. Revista Univ. Rural, Sér. Ciências Humanas. Seropédica, RJ, EDUR, v. 29, n. 2, jul-dez, p. 204-221, 2007.

CAVAZOTTE, Flávia de Souza Costa Neves; LEMOS, Ana Heloísa da Costa; VIANA, Mila Desouzart de Aquino. Novas gerações no mercado de trabalho: expectativas renovadas ou antigos ideais? Caderno EBAPE.BR, v. 10, n. 1, artigo 9, Rio de Janeiro, mar, 2012.

DALFOVO, Michael Samir; LANA, Rogério Adilson; SILVEIRA, Amélia. Métodos quantitativos e qualitativos: um resgate teórico. Revista Interdisciplinar Científica Aplicada, Blumenau, v. 2, n. 4, p. 01-13, Sem. II, 2008.

DOS SANTOS, Cristiane Ferreira; ARIENTE, Marina; DINIZ, Marcos Vinicius Cardoso; DOVIGO, Aline Aparecida. O processo evolutivo entre as gerações X, Y e Baby Boomers. XIV SemeAd – Seminários em Administração, novembro, 2011.

FLINK, Richard; FERREIRA, Camila Nardini; HONORATO, GláudioMenoni; ARAUJO, Juliana Rodrigues; PROENÇA, Tais Simon. Porque e como atrair e reter os profissionais da geração Y nas empresas. IX Convibra Administração – Congresso Virtual Brasileiro de Administração, 2015.

GODOY, Arilda Schmidt. Introdução à pesquisa qualitativa e suas possibilidades. Revista de Administração de Empresas, São Paulo, v. 35, n. 2, mar-abr, p. 57-63, 1995.

JARDIM, Anna Carolina Salgado; PEREIRA, Viviane Santos. Metodologia qualitativa: é possível adequar as técnicas de coleta de dados aos contextos vividos em campo? Sociedade brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural, SOBER 47º Congresso, Porto Alegre, jul, 2009.

JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO. Geração Y quer mais vida e menos trabalho. 2013. Disponível em < http://www1.folha.uol.com.br/dw/2013/11/1366264-geracao-y-quer-mais-vida-e-menos-trabalho.shtml> Acesso em 24/05/2015.

LANCASTER, Lynne C. STILLMAN, David. O Y da questão: como a geração Y está transformando o mercado de trabalho. São Paulo: Saraiva, 2011.

MALDONADO, Maria Tereza. A geração Y no trabalho: um desafio para os gestores. CJF/CEJ – BIGJus – Boletim de Informações Gerenciais da Justiça Federal, ano III, n. 9, maio, 2009.

MARTINS, Thiago Hamilton; FLINK, Richard. Competências para gerenciar diferentes gerações. CONVIBRA, 2015.

MELO, Fernanda Augusta de Oliveira; SANTOS, Daniele Cristina dos; SOUZA, Cleiva Cristiane Mendes de. A geração Y e as necessidades do mercado de trabalho contemporâneo: “um olhar sobre os novos talentos”. SEGeT – Simpósio de Excelência em Gestão e Tecnologia. Gestão e Tecnologia para a Competitividade, out, 2013.

MELO, José Airton Mendonça; SOUZA, Leila de Fátima. Geração Y nas organizações e os desafios para a gestão de pessoas. Revista Negócios em Projeção, v. 3, n. 2, 2012.

MORESI, Eduardo. Metodologia da pesquisa. Universidade Católica de Brasília – UCB, Brasília, mar, 2003.

MÜLLER, Jéssica; DEWES, Fernando. O impacto da inserção da geração Y no mercado de trabalho. Universo Acadêmico, Taquara, v. 5, n. 1, jan-dez, 2012.

NEVES, José Luis. Pesquisa qualitativa – características, usos e possibilidades. Caderno de Pesquisas em Administração, São Paulo, v. 1, n. 3, 2º sem., 1996.

OLIVEIRA, Cristiano Lessa de. Um apanhado teórico-conceitual sobre a pesquisa qualitativa: tipos, técnicas e características. Revista Travessias, ed. 04, 2015.

OLIVEIRA, Sidnei. Geração Y: o nascimento de uma nova versão de líderes. São Paulo: Integrare Editora, 2010.

OLIVEIRA, Sidnei. Ser Potencial ou Ser Talento? Faça por Merecer. São Paulo: Integrare Editora, 2011.

RAUPP, Fabiano Maury; BEUREN, Ilse Maria. Metodologia da pesquisa aplicável às Ciências Sociais. Como elaborar trabalhos monográficos em Contabilidade, 2003.

RODRIGUES, Helena Moura. Gestão de pessoas e a geração Y: um estudo dos processos de gestão de pessoas direcionados ao novo perfil de colaborador nas empresas Unimed Noroeste/RS e UNIJUÍ. Trabalho de Conclusão de Curso, Ijuí, 2013.

RODRIGUES, William Costa. Metodologia científica. Material de apoio docente. FAETEC/IST, Paracambi, 2007.

SALOMÃO, Karin. Empresas não entendem geração Y e prejudicam futuro. Revista EXAME.com, dez, 2014. Disponível em < http://exame.abril.com.br/negocios/noticias/empresas-nao-entendem-geracao-y-e-prejudicam-futuro-diz-sap> Acesso em 24/05/2015.

SALVIANO, Ana Caroline; VIEIRA, Daniel; COSTA, Maria Luiza; ARAÚJO, Milton; ARAÚJO, Pollyanna; LINHARES, Thaiguara. O estilo de gestão da geração Y: características e tendências. Jaguaribe, PB, 2015.

SANTOS, Maria João Nicolau. Gestão de recursos humanos: teorias e práticas. Sociologias, Porto Alegre, ano 6, n. 12, jul-dez, p. 142-158, 2004.

SOVIENSKI, Fernanda; STIGAR, Robson. Recursos humanos x gestão de pessoas. GESTÃO – Revista Científica de Administração, v. 10, n. 10, jan-jun, 2008.

TAGLIAPIETRA, Odacir Miguel. A dinâmica das organizações modernas: flexibilidade, inovação e valorização dos talentos humanos. Universidade Paranaense – UNIPAR – PR, Toledo, 2015.

VASCONCELOS, Kátia C. de Araújo; MERHI, Daniele Quintanilha; GOULART, Vânia Maria; SILVA, Alfredo Rodrigues Leite. A geração Y e suas âncoras de carreira. Revista Gestão.ORG, v. 8, n. 2, p. 226-244, mai-ago, 2010.

XAVIER, Ricardo de Almeida Prado. Gestão de pessoas na prática. Editora Gente, São Paulo, 2006.

ZANELLA, Liane Carly Hermes. Metodologia de estudo e de pesquisa em administração. Departamento de Ciências da Administração. UFSC, Brasília, CAPES: UAB, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.33362/visao.v7i2.1354

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 

ISSN: 2238-9636

-------------------------------------------------------------

Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP)- Rua Victor Baptista Adami, 800- Centro
CEP: 89500-000 - Cx. Postal 232 - Fone: (49) 3561-6200 E-mail: uniarp@uniarp.edu.br