ENTOMOLOGIA FORENSE: A IMPORTÂNCIA DOS INSETOS NA ESTIMATIVA DO INTERVALO PÓS-MORTE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/ext.v11i1.3020

Palavras-chave:

Medicina Legal. Estudo dos insetos. Intervalo pós-morte. Insetos peritos.

Resumo

A Entomologia Forense é uma ciência derivada da Medicina Legal e apresenta o estudo dos insetos aplicado a resolução de conflitos envolvendo o Direito. No presente trabalho, buscou-se compreender como este estudo pode ser utilizado quando na estimativa do intervalo entre a morte e o encontro do cadáver pelas autoridades. São vários os fatores que influenciarão a análise do intervalo pós-morte, como a ação relacionadas ao clima em que foi encontrado o corpo, a temperatura do local, a umidade, enfim, todas essas circunstâncias devem ser consideradas no estudo. Após averiguá-las, o entomólogo, profissional que realizará o estudo da fauna cadavérica, voltará sua atenção para os insetos presentes no corpo. Analisando-se o tempo de desenvolvimento dos insetos adultos, somado ao tempo de desenvolvimento das larvas e as espécies encontradas no local, é possível determinar com relativa exatidão, o intervalo pós-morte, bem como demonstrar conjunturas que norteiam o óbito e eventual crime ali cometido. Conclui-se que a Entomologia Forense é uma ciência que possui extrema importância, embora pouco utilizada no Brasil. Sua utilização auxilia nas Investigações Criminais, pois determina de maneira convicta o momento que ocorreu a morte de determinado corpo encontrado pelas autoridades, elucidando os fatos e garantindo a aplicabilidade da Justiça.

Referências

FRANÇA, Genival Veloso de. Fundamentos de Medicina Legal. 3. ed. Rio de

Janeiro: Guanabara Koogan, 2018.

FRANÇA, Genival Veloso de. Medicina legal.10. ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2016.

CROCE, Delton; CROCE JR, Delton. Manual de Medicina Legal. 8. ed. São Paulo, Saraiva, 2012.

GRECO, Rogério et al. Medicina legal à luz do direito penal: teoria resumida. 12ª ed. Rio de Janeiro: Impetus, 2016.

GRECO, Rogério; DOUGLAS, William. Medicina legal. 13. ed. Niterói/RJ: Impetus, 2017.

KALIANDRA, Martins Sckrobot. Responsabilidade criminal no tribunal penal internacional. Brasil. Revista Brasileira de Direito Internacional. Curitiba, v.1, n. 1, jan/jun.2005.

KRYMCHANTOWVISKI, Douglas; DUQUE, Flávio Granado. Medicina Legal à luz do direito penal e processo penal. Niterói: Impetus, 2003.

MARANHÃO, Odon Ramos. Curso básico de medicina legal. 8. ed. São Paulo: Saraiva, 2005.

PENTEADO FILHO, Nestor Sampaio; FRUGOLI, Ugo Osvaldo; VASQUES, Paulo Argarate. Coleção preparatória para concurso de delegado de polícia. São Paulo: Saraiva, 2014.

REIS, Alexandre Cebrian Araújo; GONÇALVES, Victor Eduardo Rios. Processo Penal: Parte Geral. 15. ed. reform., São Paulo: Saraiva, 2010, Coleção Sinopses Jurídicas, v. 14.

OLIVEIRA-COSTA, Janyra. Entomologia forense: quando os insetos são os vestígios. 3 ed. Campinas/SP: Millennium Editora, 2011.

OLIVEIRA-COSTA, Janyra. Insetos “peritos”: entomologia forense no Brasil. 1. Ed. Campinas, SP: Millennium Editora, 2013.

GOMES, Leonardo. Entomologia forense: novas tendências e tecnologias nas ciências criminais. 1. ed. Rio de Janeiro: Rechnical Books, 2010.

CATTS, E.P.; GOFF, M.L. 1992. Forensic entomology in criminal investigations. Annual Review Entomology. 1992.

SCAGLIA, Jorge Alejandro Paulete. Manual de entomologia forense. Leme: J. H. Mizuno, 2014.

MAGAÑA, Concha. 2001. La entomoligía forense y su aplicación a la medicina legal. Data de la muerte. Disponível em: https://criminalistica.mx/index.php/categorias/entomologia-forense/989-ique-es-la- entomologia-forense. Acesso em: 14 de dez de 2022.

ANDERSON, GS. The use of insects to determine time of decapitation: a case- study from British Columbia. J Forensic Sci. 1997 Sep;42(5):947-50. PMID: 9304851.ANDERSON, GS; Vanlaerhoven, SL 1996. Estudos iniciais sobre sucessão de insetos em Carrion, no sudoeste da Colúmbia Britânica. Journal of Forensic Science

PUJOL-LUZ, José R., FRANCEZ, Pablo Abdon da Costa, URURAHY-RODRIGUES, Alexandre, CONSTANTINO, Reginaldo. The black soldier-fly, Hermetia illucens (Diptera, Stratiomyidae), used to estimate the postmortem interval in a case in Amapá State. Journal of forensic sciences, Brazil, 53(2), p. 476–478, março, 2008.

GOFF, M.L. A fly for the Prosecution: how insect evidence helps solve crimes. Harvard University Press, Cambridge, MA, 225p, 2000.

Downloads

Publicado

2023-12-11

Como Citar

LENZ, T. C.; KUSS, J. C.; REZENDE ADAMI, E.; MACHADO DOS SANTOS, A. ENTOMOLOGIA FORENSE: A IMPORTÂNCIA DOS INSETOS NA ESTIMATIVA DO INTERVALO PÓS-MORTE. Extensão em Foco (ISSN: 2317-9791), [S. l.], v. 11, n. 1, p. 168–179, 2023. DOI: 10.33362/ext.v11i1.3020. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/extensao/article/view/3020. Acesso em: 4 mar. 2024.

Edição

Seção

Artigos