ATENÇÃO PSICOSSOCIAL E SATISFAÇÃO NO TRABALHO: PROCESSOS DIALÉTICOS NA SAÚDE MENTAL

Autores

  • Mara Cristina Ribeiro Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas http://orcid.org/0000-0001-6963-8158
  • Alice Correia Barros
  • Marinho da Silva Correia
  • Rebeca de Oliveira Lessa
  • Lucas Nascimento Tavares
  • Jéssica Bazilio Chaves

DOI:

https://doi.org/10.33362/ries.v7i1.1102

Palavras-chave:

Saúde mental, Serviços de Saúde Mental, Pessoal de Saúde, Satisfação no Emprego, Pesquisa Qualitativa.

Resumo

Introdução: O modelo de atenção psicossocial tem exigido profissionais comprometidos com um novo paradigma de cuidado que traz novos e diferentes desafios, podendo gerar nos trabalhadores satisfação, insatisfação, bem como outros sentimentos que envolvem a efetivação das novas propostas. A satisfação ou a insatisfação com o trabalho incorre em consequências que podem ser fonte de alegria e bem-estar ou acarretar prejuízos à saúde do trabalhador e à qualidade do serviço prestado. Objetivo: A pesquisa teve como objetivo conhecer e analisar a satisfação e outros sentimentos gerados no exercício do trabalho nos Centros de Atenção Psicossocial. Método: Trata-se de pesquisa qualitativa desenvolvida com 19 trabalhadores de nível superior representantes de 04 serviços de uma capital do Nordeste. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semiestruturadas e analisados com base na Análise Categorial. Resultados: A identificação com a área, a motivação em aprofundar seus conhecimentos e os bons resultados alcançados com as novas propostas de cuidado aparecem como determinantes para que o trabalhador se sinta satisfeito. No entanto, constatou-se que os profissionais se deparam cotidianamente com problemas que foram associados à geração de insatisfações e outros sentimentos como angústia, incapacidade, tristeza e frustração. Conclusão: As questões levantadas sugerem necessidade de maiores investimentos nesses serviços, capacitações dos profissionais, ampliação e diversificação da rede de atenção psicossocial para garantir satisfação no exercício do trabalho e na qualidade da assistência prestada.

Palavras-chave: Saúde mental. Serviços de Saúde Mental. Pessoal de Saúde. Satisfação no Emprego. Pesquisa Qualitativa.

 

ABSTRACT: Introduction: The psychosocial care model has required professionals committed to a new care paradigm that brings new and different challenges, which can generate satisfaction in workers, dissatisfaction, and other feelings that involve the execution of the new proposals. The satisfaction or dissatisfaction with the work incurs consequences that can be a source of joy and well-being or cause damage to workers' health and quality of service. Objective: The objective was to identify and analyze the satisfaction and other feelings generated in the performance of work in Psychosocial Care Centers. Method: This is a qualitative research conducted with 19 top-level workers representatives from 04 of the capital of Northeast services. Data were collected through semi-structured interviews and analyzed based on Categorical Analysis. Results: Identification with the area, the motivation to deepen their knowledge and the good results achieved with the new care proposals appear as decisive for the worker to feel satisfied. However, it was found that professionals are faced daily with problems that were associated with the generation of dissatisfactions and other feelings such as anxiety, failure, sadness and frustration. Conclusion: The issues raised suggest the need for greater investment in these services, training of professionals, expansion and diversification of psychosocial care network to ensure satisfaction in work performance and quality of care.

Keywords: Mental Health. Mental Health Services. Health Personnel. Job Satisfaction. Qualitative Research.

Biografia do Autor

Mara Cristina Ribeiro, Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas

Terapeuta Ocupacional. Doutora em Ciências pela Universidade de São Paulo (USP). Professora Titular do Centro de Ciências Integradoras da Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (UNCISAL).

Referências

ASSIS, Jaqueline Tavares et al. Política de saúde mental no novo contexto do Sistema Único de Saúde: regiões e redes. Divulgação em Saúde para Debate, v. 52, p.88-113, 2014.

ATHAYDE, Vladimir; HENNINGTON, Élida Azevedo. A saúde mental dos profissionais de um centro de atenção psicossocial. Physis, v. 22, n. 3, p. 983-1001, 2012. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=400838257008>

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70; 2011.

DE MARCO, Patrícia Furuta et al. O impacto do trabalho em saúde mental: transtornos psiquiátricos menores, qualidade de vida e satisfação profissional. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, v. 57, n.3, p.178-183, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/jbpsiq/v57n3/04.pdf

FILIZOLA, Carmen Lúcia Alvez; MILIONI, Débora Brechesi; PAVARINI, Sofia Cristina Iost. A vivência dos trabalhadores de um CAPS diante da nova organização do trabalho em equipe. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 10, n. 2, p. 491-503, 2008. Disponível em: http://www.fen.ufg.br/revista/v10/n2/v10n2a20.htm

GUIMARÃES, José Maria Ximene; JORGE, Maria Salete Bessa; ASSIS, Marluce Maria Araújo. (In)Satisfação com o trabalho em saúde mental: um estudo em centros de atenção psicossocial. Ciência & Saúde Coletiva, v.16, n. 4, p. 2145-54, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n4/v16n4a14.pdf

LUZIO, Cristina Amélia; L’ABATTE, Solange. A atenção em Saúde Mental em municípios de pequeno e médio portes: ressonâncias da reforma psiquiátrica. Ciência & Saúde Coletiva, v. 14, n. 1, p. 105-116, 2009. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232009000100016

MARQUEZE, Elaine Cristina; MORENO, Claudia Roberta de Castro. Satisfação no trabalho - uma breve revisão. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. v. 30, n. 112, p. 69-79. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0303-76572005000200007

MERHY, Emerson Elias. Os CAPS e seus trabalhadores no olho do furacão antimanicomial. Alegria e alívio como dispositivos analisadores. In: AMARAL, Heloisa; MERHY, Emerson Elias. (organizadores). A Reforma psiquiátrica no cotidiano II. São Paulo: Aderaldo & Rothschild; 2007. p.55-66.

REBOUÇAS, Denise; LEGAY, Letícia Fortes; ABELHA, Lúcia. Satisfação com o trabalho e impacto causado nos profissionais de serviço de saúde mental. Revista de Saúde Pública, v. 41, n. 2, p. 244-50, 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rsp/v41n2/5992.pdf

RIBEIRO, Mara Cristina. Os Centros de Atenção Psicossocial como espaços promotores de vida: relatos da desinstitucionalização em Alagoas. Revista de Terapia Ocupacional da Universidade de São Paulo, v. 24, n. 3, p. 174-82, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2238-6149.v24i3p174-182

RIBEIRO, Mara Cristina. Trabalhadores dos Centros de Atenção Psicossocial de Alagoas: interstícios de uma nova prática. Interface – Comunicação Saúde Educação, Botucatu, v. 19, n. 52, p. 95-107, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1807-57622014.0151

SAMPAIO, José Jackson Coelho et al. O trabalho em serviços de saúde mental no contexto da reforma psiquiátrica: um desafio técnico, político e ético. Ciência & Saúde Coletiva, v. 16, n. 12, p. 4685-94, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v16n12/17.pdf

SCHNEIDER, Jacó Fernando et al.. Avaliação de um centro de atenção psicossocial brasileiro. Ciencia y Enfermeria. Concepción, v. 15, n. 3, p. 91-100, 2009. Disponível em: http://www.scielo.cl/pdf/cienf/v15n3/art_10.pdf

SILVA, Ana Luíza Aranha; FONSECA, Rosa Maria Godoy Serpa. Processo de trabalho em saúde mental e o campo psicossocial. Revista Latino-Americana de Enfermagem , v.13, n.3, p. 441-9, 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-11692005000300020

STAKE, R. E. Pesquisa qualitativa: estudando como as coisas funcionam. Porto Alegre: Penso, 2011

ZERBETTO, Sonia Regina et al. O trabalho em um centro de atenção psicossocial: dificuldades e facilidades da equipe de enfermagem. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 13 n. 1, p. 99-109, 2011. Disponível em: https://www.fen.ufg.br/fen_revista/v13/n1/v13n1a11.htm

Downloads

Publicado

2018-11-29

Como Citar

Ribeiro, M. C., Barros, A. C., Correia, M. da S., Lessa, R. de O., Tavares, L. N., & Chaves, J. B. (2018). ATENÇÃO PSICOSSOCIAL E SATISFAÇÃO NO TRABALHO: PROCESSOS DIALÉTICOS NA SAÚDE MENTAL. Revista Interdisciplinar De Estudos Em Saúde, 7(1), 55-67. https://doi.org/10.33362/ries.v7i1.1102

Edição

Seção

Estudos Interdisciplinares em Saúde