INTERAÇÕES E BRINCADEIRAS COMO METODOLOGIA DE INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL

INTERACTIONS AND CHILDREN’S PLAY AS A METHODOLOGY OF INCLUSION IN EARLY CHILDHOOD EDUCATION

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/ext.v8i2.2533

Resumo

Este artigo trata da inclusão na educação infantil. O objetivo foi conhecer os modos de interações entre crianças com e sem deficiência na escola de educação infantil. A pesquisa se constituiu em um estudo de caso e os dados foram produzidos a partir de observações em uma escola pública, localizada no oeste catarinense. Os participantes pertencem a uma turma de educação infantil, constituída por 22 crianças de 4 anos de idade, sendo uma delas com deficiência. Os resultados mostraram que as crianças protagonizam movimentos inclusivos em seus contextos de brincadeiras. Nesse sentido, entende-se a brincadeira como uma potente metodologia inclusiva na infância.

Palavras-chave: Educação Infantil. Inclusão. Brincar.

ABSTRACT: This article deals about children’s social inclusion in early childhood education. The objective was to know the ways of interactions between children with and without disability at early childhood education school. The research was constituted in a case’s study and the data were produced from observations in a public school, located in Santa Catarina west region. The participating children belong to a childhood education class, constituted by 22 children with 4 years old, one of them with a disability. The results showed that children lead inclusive movements in their play contexts. In this sense, we understand the children’s play as a powerful inclusive methodology in childhood.

Keywords: Early Childhood Education. Inclusion. Play.

Referências

BRASIL. Lei n.° 8.069, de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. São Paulo: CBIA-SP, 1991.

BRASIL. Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: Ministério da Educação, 1996.

BRASIL. Lei n.º 10.172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providências. Brasília, DF, 2001.

BRASIL. Lei n.º 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Plano Nacional de Educação (PNE) 2014-2023. Brasília, DF, 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular: Educação Infantil e Ensino Fundamental. Brasília, DF: MEC/Secretaria de Educação Básica, 2017.

BRASIL. Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, DF: Ministério da Educação, CNE/CEB, 2009.

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL – MPF. O Acesso de alunos com deficiência às escolas e classes comuns da rede regular. Brasília, DF: MPF, 2004.

SONSINI, Ivana. Comunidade inclusiva. In: EDWARDS, Carolyn; GADINI, Lella; FORMAN, George (org.). As cem linguagens da criança: e experiência de Reggio Emília em transformação. Porto Alegre: Penso, 2016. p. 187-208.

ZORTÉA, Ana Maria. Inclusão na educação infantil: as crianças nos (des)encontros com seus pares. Porto Alegre: Redes Editora, 2011.

Downloads

Publicado

2020-12-22

Como Citar

MARQUES, C. M. .; BICCA, L. .; KAIM, L. I. .; SILVA, M. A. da .; OLIVEIRA, T. de .; MIRANDA, Z. da R. F. . INTERAÇÕES E BRINCADEIRAS COMO METODOLOGIA DE INCLUSÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL : INTERACTIONS AND CHILDREN’S PLAY AS A METHODOLOGY OF INCLUSION IN EARLY CHILDHOOD EDUCATION. Extensão em Foco (ISSN: 2317-9791), [S. l.], v. 8, n. 2, p. 1-10, 2020. DOI: 10.33362/ext.v8i2.2533. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/extensao/article/view/2533. Acesso em: 15 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos