EQUIPAMENTOS PARA ANÁLISE DE PELE FACIAL: MEDIÇÕES OBJETIVAS E SUBJETIVAS

Autores

  • Erica Alves Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Balneário Camboriú, SC
  • Suzana Bruski Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Balneário Camboriú, SC
  • Fátima Cecilia Poleto Piazza Universidade do Vale do Itajaí

DOI:

https://doi.org/10.33362/ries.v2i2.149

Palavras-chave:

Equipamento. Análise Pele Facial. Bioengenharia Cutânea.

Resumo

A pele, principalmente da face, necessita de cuidados especiais. Sua principal função é impedir a entrada de substâncias nocivas, exercendo uma barreira de proteção. A análise de pele é um elemento importante para a conquista de novos clientes e a fidelização desses na continuação dos tratamentos estéticos adequados, tornando-os satisfeitos com os resultados obtidos. Essa análise também poderá promover a venda de produtos cosméticos que complementarão o tratamento sugerido pela esteticista. Com os avanços tecnológicos, surgiram métodos não invasivos que estudam as características biológicas, mecânicas e funcionais da pele, por métodos cientificamente comprovados. Existem, hoje, no mercado, equipamentos adequados para a análise de pele de fácil manuseio, de fácil leitura e acima de tudo que fornece análises rápidas. Esse estudo tem como objetivo identificar alguns dos equipamentos para análise da pele, possíveis de serem utilizados na estética facial. Esse conhecimento é fundamental para a correta interpretação dos métodos existentes, proporcionando ao Tecnólogo em Cosmetologia e Estética aprimorar e facilitar o exercício da prática em seu dia-a-dia. Para o desenvolvimento deste estudo, a metodologia utilizada foi de abordagem qualitativa, do tipo exploratória, buscando como procedimento metodológico a pesquisa bibliográfica em livros, matérias em sites, revistas, artigos científicos e documental em manuais dos equipamentos. Conclui-se com a pesquisa que a aplicabilidade dessas novas tecnologias permite identificar as condições da pele tais como: oleosidade, o grau de hidratação, perda da água transepidérmica, elasticidade e danos causados pelo sol, bem como avaliar a eficácia dos produtos cosméticos.

Biografia do Autor

Erica Alves, Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Balneário Camboriú, SC

Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. E-mail: ericaalves24@hotmail.com

Suzana Bruski, Universidade do Vale do Itajaí, UNIVALI, Balneário Camboriú, SC

Acadêmica do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. E-mail: suzana_bruski@hotmail.com

Fátima Cecilia Poleto Piazza, Universidade do Vale do Itajaí

Orientadora, Professora do Curso de Cosmetologia e Estética da Universidade do Vale do Itajaí – UNIVALI, Balneário Camboriú, Santa Catarina. E-mail: fapiazza@univali.br

Referências

ADDOR, Flávia Alvim Sant’Anna. Dermatite atópica: correlação entre estado da barreira cutânea em pele não lesionada e atividade da doença. 2008, 122p. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo, 2008.

AZULAY, M. M, et al. Métodos objetivos para a análise de resultados em pesquisas sobre dermatologia cosmética. An. Bras. Dermatol., v. 85, n.1, p. 65-71, 2009. Disponivel em: <http://www.scielo.br/pdf/abd/v85n1/v85n1a09.pdf>. Acesso em: 29 ago 2012.

BAUMANN, Leslie. Dermatologia estética: princípios e prática. Rio de Janeiro: ed. Revinter, 2004.

CALLEGARI. Produtos para analise de pele. Disponível em: <http://www.callegari.com.br/soft-plus-recursos-equipamento.php?menu=pele&sub=recurso>. Acesso em: 02 set. 2012.

CAMARGO JUNIOR, F.B. Desenvolvimento de formulações cosméticas contendo pantenol e avaliação dos seus efeitos hidratantes na pele humana por Bioengenharia cutânea. 2006,152f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2006.

CERVO, A.L.; BERVIAN, P. A. Metodologia científica. 3. ed. São Paulo: McGraw- Hill do Brasil, 1983.

CK- Courage+Khazaka electronic GmbH-(Colônia, Alemanha). Manual de Operação Instrumentos Combinados: Corneometer® /Sebumeter®/Skin-pH-

Meter® e o software para Windows®. São Paulo, © Copyright 2009 by Tecnotests Produtos e Serviços Ltda, 2009.

DENCKER, Ada de Freias Maneti. Métodos e técnicas de pesquisa em turismo. São Paulo: Futura, 1998.

FARIAS, Gabriela D’Avila. Formulações semissólidas contendo nanocápsulas de adapaleno: determinação da estabilidade, avaliação da liberação in

vitro e ensaios utilizando biométrica cutânea. 2011, 107 f. Dissertação (Mestrado em Nanociências) – Centro Universitário Franciscano. Santa Maria, Rio Grande do Sul, 2011.

GARCIA, Paula Gasparini; BORGES, Fábio dos Santos. Fotodocumentação em Fisioterapia dermato-funcional. In: BORGES, Fábio dos Santos. Dermato funcional: modalidades terapêuticas nas disfunções estéticas. São Paulo: Phorte, 2006. Cap 23, p. [523] -527.

GOMES, Maria Laura C. Influência de diferentes concentrações de retinóides em formulações dermocosméticas nos efeitos benéficos e/ou colaterais na pele de camundongos sem pêlo. 2007, 108f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) – Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2007.

GUERREIRO, Rui. Dermatoscopia. out. 2010. Disponível em: . Acesso em: 13 jun. 2012.

LAKATOS, Eva Maria; MARCONI, Marina de Andrade. Metodologia do trabalho cientifico: procedimentos básicos, pesquisa bibliográfica, projeto e relatório, publicações e trabalhos científicos. 4. ed. São Paulo: Atlas, 1992.

LAUTENSCHLAGER, Hans. Skin analysis: whith the support of modern instruments. out. 2007. Disponível em: <http://www.dermaviduals.com/english/publications/skin-diagnosis/skin-analysis-with-the-support-of-modern-instruments.html>. Acesso em: 20 jun. 2012.

LEONARDI, Gislaine Ricci; GASPAR-RIGO L.; MAIA-CAMPOS, M.B.G. Patricia. Estudo da variação do PH da pele humana exposta à formulação cosmética acrescida ou não das vitaminas A, E ou de ceramida, por metodologia não invasiva. An. Bras. Dermatol, v. 77, n. 5, p 563-569, 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/abd/v77n5/v77n5a06.pdf>. Acesso em: 29 ago. 2012.

MAGALHÃES, Luci; HOFMEISTER, Heloisa. Avaliação e classificação da pele sã: técnicas semióticas para determinação e avaliação dos diferentes tipos de pele. In: KEDE, Maria Paulina Villarejo; SABATOVICH, Oleg. Dermatologia estética. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Atheneu, 2009. Cap. 3.3, p.[21] -49.

MONTEIRO, Érica de O. Fotografia e dermatologia. RBM 2011, v. 68, ed. esp., 2011.

NEIVA, Paula. Bem de pertinho. Revista Veja, ed. 1807, p.59, 2003.

NOGUEIRA, Viviane. Dermatologia: diagnóstico da pele em alta resolução. Revista Les Nouvelles Esthétiques. São Paulo, 2011, v. 21, n.121, p.27- 28, jun. 2011.

OKAMOTO, Patrícia Mitie. Avaliação clínica comparativa do poder hidratante do extrato de aloe vera comercial em diferentes veículos. Revista Racine. São Paulo, v. 17, n. 97, p. 104, 2007.

PÁDUA, Elisabete Matallo Marchesini de. Metodologia da pesquisa: abordagem teórico-prática. 6. ed. rev. e ampl. Campinas: Papirus, 2000.

PEREIRA, Cláudia Silva Cortez. Estudo da substantividade de uma composição aromática na pele em função do ciclo menstrual. 2008, 138p. Dissertação (Mestrado em Fármaco e Medicamentos) - Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2008.

PEYREFITTE, Gerard; CHIVOT, Martine; MARTINI, Marie-Claude Cosmetologia. In: PEYREFITTE, Gerard; CHIVOT, Martine; MARTINI, Marie-Claude. Estética - cosmética: cosmetologia, biologia geral, biologia da pele. São Paulo: Organização Andrei, 1998. Cap. 1, p.[7] – 178.

REZZE, Gisele G.; SÁ, B.C.S.; NEVES, R.I. Dermatoscopia: o método de análise de padrões. An. Bras. Dermatol, v. 81, n. 3, p.261-268, 2006.

SOSfisio. 10 jul 2011. Derma view: emissor de luz de Wood. Disponível em: <http://sosfisio.blogspot.com.br/2011/07/derma-view-emissor-de-luz-de-wood.html>.10 jul. 2011. Acesso em: 05 ago. 2012.

SORIANO, Mari C.;DOMINGO, Perez Silvia C; BAQUÉZ MARC, I. C. Electroestética profissional aplicada: teoria e prática para utilização de correntes em estética. SOR Internacional. S.A Sant Quirze Del Valléz, n.80, p. 256-259, 2002.

TAMLER, C. et.al. Classificação do melasma pela dermatoscopia: um estudo comparativo com lâmpada de Wood. Surgical & Cosmetic Dermatology. Rio de Janeiro, 2009.

Publicado

2013-12-02

Edição

Seção

Dossiê: Estética e Saúde