SEGURANÇA MICROBIOLÓGICA DO LEITE HUMANO DESCARTADO POR SUJIDADE, NO BANCO DE LEITE HUMANO DE PALMAS – TOCANTINS

Autores

  • Natália Rodrigues Borges Hospital e Maternidade Dona Regina
  • Juliana Fonseca Moreira da Silva Universidade Federal do Tocantins
  • Renata Junqueira Pereira Universidade Federal do Tocantins http://orcid.org/0000-0001-9487-4013

DOI:

https://doi.org/10.33362/ries.v9i1.1720

Palavras-chave:

Leite Humano. Banco de Leite Humano. Microrganismos.

Resumo

Este trabalho teve como objetivo avaliar a qualidade e a segurança microbiológica do leite cru, recebido pelo Banco de Leite Humano do Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, e descartado por conter sujidade, durante a análise sensorial do processamento. Foram realizadas análises microbiológicas em 25 amostras de leite humano descartado por sujidade. Cada amostra foi filtrada para retirada da sujidade e subdividida em duas porções (crua e pasteurizada). As análises microbiológicas foram realizadas em cada uma das porções, com e sem pasteurização. As amostras foram submetidas à avaliação de indicadores de contaminação: números mais prováveis de Coliformes Totais e Termotolerantes e presença de E. coli. Do total de amostras analisadas, 28% apresentaram resultados positivos na fração crua, para contaminação por coliformes totais, no teste presuntivo. Essas amostras também apresentaram produção de gás no teste confirmativo para coliformes totais. O teste confirmativo para termotolerantes revelou 16% das amostras com presença de termotolerantes. Os resultados da enumeração de coliformes totais e termotolerantes variaram de < 0,3 a >110 NMP/mL. A filtragem do LH seguida de pasteurização mostrou-se uma alternativa viável e muito eficaz, com negativação dos testes microbiológicos para toda as amostras. Retirar a sujidade por meio da filtração e pasteurizar o leite humano é uma alternativa segura, que certamente diminuirá o volume de leite desprezado nos Bancos de Leite Humano.

Referências

ALMEIDA, J. A. G. Amamentação: um híbrido natureza-cultura. Rio de Janeiro: FIOCRUZ, 1999.

ALMEIDA, J. A. G. Qualidade do leite humano coletado e processado em bancos de leite humano. 1986. 68p. [Dissertação de Mestrado] - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG.

AMERICAN PUBLIC HEALTH ASSOCIATION (APHA). Compedium of methods for the microbiological examination of foods. 4. ed. Washington, DC, 2002.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Banco de leite humano: funcionamento, prevenção e controle de riscos. 160p. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Brasília: Anvisa, 2008. Disponível em: < http://www.redeblh.fiocruz.br/media/blhanv2008.pdf> Acesso em: 24 set. 2018.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução RDC nº 171, de 4 de setembro de 2006. Dispõe sobre o Regulamento Técnico para o Funcionamento de Bancos de Leite humano. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 5 set. 2006. Disponível em: < http://www.redeblh.fiocruz.br/media/rdc_171.pdf> Acesso em: 24 set. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Guimarães, V.; Almeida, J. A. G.; Novak, F. R. Normas técnicas para bancos de leite humano. Brasília, 2004. 26 p. (BLH-IFF/NT- 11.04). Disponível em: < http://www.redeblh.fiocruz.br/media/higiene.pdf> Acesso em: 24 set. 2018.

BRITTO, M. G. M.; BARBOSA, L. L.; HAMANN, E. M. Avaliação sanitária dos bancos de leite humano na rede hospitalar do Distrito Federal. Rev. Saúde do Distrito Federal, v.13, n. 3/4, p. 17-28, 2002. Disponível em: < http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=383540&indexSearch=ID> Acesso em: 24 set. 2018.

CASTRO, M. R. C. C. Avaliação da qualidade microbiológica do leite cru ordenhado recebido em banco de leite humano. 2006. 61 p. [Dissertação, Mestrado em Ciência de Alimentos] - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba, SP.

FIOCRUZ (FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ). Programa Nacional de Qualidade em Bancos de Leite Humano. Rio de Janeiro, 2003.

GALVÃO, M. T. G.; VASCONCELOS, S. G.; PAIVA, S. S. Mulheres doadoras de leite humano. Acta Paulista de Enfermagem, v.19, n.2, p. 157-61, 2006. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/ape/v19n2/a06v19n2.pdf> Acesso em 24 set. 2018.

HINRICHSEN, S. L. Biossegurança e controle de infecções: risco sanitário hospitalar. Rio de Janeiro: Medsi, 2004. p. 153-57.

LUCAS, A.; FEWTRELL, M. S.; MORLEY, R. Randomized outcome trial of human milk fortification and developmental outcome in preterm infants. The American Journal of Clinical Nutrition, v. 64, n. 1, p. 142-51, 1996. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/8694013> Acesso em 24 set. 2018.

LUCAS, A.; GORE, S. M.; COLE, T. J.; BANFORD, M. F. Multicentre Trial on feeding low birth weight infants: effects of diet on early growth. Archives of Disease in Childhood, v. 59, n. 9, p. 722-30, 1984. Disponível em: < https://adc.bmj.com/content/archdischild/59/8/722.full.pdf> Acesso em 24 set. 2018.

MCNEMAR, Q. On Wilson’s distribution-free teste of analysis of variance hypotheses. Psychologiacal Bulletin, v. 54, n. 4, p. 361-362, 1957. Disponível em: < http://psycnet.apa.org/fulltext/1959-02523-001.pdf> Acesso em 24 set. 2018.

NOBRE, G. C.; COELHO, R. C.; SILVA, N. M.; DINIZ, Y. B.; GUERRA, R. C. Análise microbiológica do leite humano cru do banco de leite de um hospital de Araguaína-TO. Revista Científica do ITPAC, v. 8, n. 2, pub. 8, 2015. Disponível em: <https://assets.itpac.br/arquivos/Revista/75/Artigo_8.pdf> Acesso em: 24 set. 2018.

PONTES, M. R.; IVASAKI, Y.; OLIVEIRA, Y. S. Avaliação das condições sanitárias do leite humano pasteurizado distribuído pelo banco de leite de um hospital público do Distrito federal. Higiene Alimentar, v. 17, p. 43-49, 2003. Disponível em: http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=350938&indexSearch=ID Acesso em: 24 set. 2018.

POPPER, I. O. P.; OLIVEIRA, M. M. B.; VANNUCHI, M. T. O.; BORGES, J. Q.; SILVA, M. P.; NISHIKAWA, L. Y.; LIMA, C. M. A. Produção de leite humano ordenhado “zero defeitos”: uma proposta. Higiene Alimentar, v. 15, n. 84, p. 44-50, 2001. Disponível em: < http://bases.bireme.br/cgi-bin/wxislind.exe/iah/online/?IsisScript=iah/iah.xis&src=google&base=LILACS&lang=p&nextAction=lnk&exprSearch=285756&indexSearch=ID> Acesso em: 24 set. 2018.

SCHANLER, R. J. Suitability of human Milk fot the low-birthweight infant. Clinics Perinatology, v. 22, n. 2, p. 207-22, 1995. Disponível em: < https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/7781253> Acesso em: 24 set. 2018.

SERAFINI, A. B.; ANDRÉ, M. C. D. P. B.; RODRIGUES, M. A. V.; KIPNIS, A.; CARVALHO, C. O.; CAMPOS, M. R. H.; MONTEIRO, E. C.; MARTINS, F.; JUBÉ, T. F. N. Qualidade microbiológica de leite humano obtido em banco de leite. Revista de Saúde Pública, v. 37, n.6, p. 775-779, 2003. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rsp/v37n6/18021.pdf> Acesso em: 24 set. 2018.

SILVA, V. G. Normas técnicas para banco de leite humano: uma proposta para subsidiar a construção para Boas Práticas. 2004. 181p. [Doutorado em Saúde da Mulher e da Criança] – Instituto Fernandes Figueira/Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, RJ.

Downloads

Publicado

2020-09-10

Edição

Seção

Estudos Interdisciplinares em Saúde