DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E A RESERVA DO POSSÍVEL NAS AÇÕES DE MEDICAMENTOS

DIGNITY OF THE HUMAN PERSON AND THE RESERVE OF POSSIBLE: IN DRUG LAWSUITS

Autores

  • Igor Lins Silva CIESA

DOI:

https://doi.org/10.33362/juridico.v10i01.2367

Palavras-chave:

Dignidade da pessoa humana. Medicamentos. Saúde,

Resumo

O presente artigo analisou a relação entre o princípio da dignidade da pessoa humana e o instrumento da reserva do possível nas ações de medicamentos, tendo em vista que pela precariedade do sistema público de saúde e da escassez de recursos públicos, muitos cidadãos se utilizam de meios judiciais invocando o mínimo existencial para obter medicamentos não fornecidos pelo Estado, ocasionando um grande impacto no orçamento público. Para tal objetivo, foi feita uma análise do direito à saúde nas Constituições Brasileiras, seguido de um estudo mais aprofundado do princípio da dignidade da pessoa humana, do mínimo existencial e da reserva do possível. Foi realizada uma pesquisa jurisprudencial perante os Tribunais Superiores com o fito de buscar os julgados mais recentes sobre o tema. Aderiu-se uma metodologia com abordagem dedutiva e método de procedimento monográfico. A coleta de dados utilizada foi a de documentação indireta, por meio de livros e jurisprudências dos tribunais superiores. Concluiu-se que enquanto não houver maior diálogo entre os Poderes, o mínimo existencial e a reserva do possível sempre serão utilizados como um meio de tentar mascarar os diversos problemas de gestão do Poder Público.

Palavras-chave: Reserva do possível; Dignidade da pessoa humana; Medicamentos; Saúde; Estado.

ABSTRACT

This article analyze the relationship between the principle of the dignity of the human person and the instrument of reserving the possible in the drug lawsuits, bearing in mind that due to the precariousness of the public health system and the scarcity of public resources, many citizens use judicial means invoking the minimum existencial to obtain medicines not supplied by the State, causing a great impact on the public budget. For this purpose, an analysis of the right to health in the Brazilian Constitutions was made, followed by a more in-depth study of the principle of human dignity, the minimum existential and the reserve of the possible. A jurisprudence survey from the Superior Courts in order to seek the most recent judgments on the subject. A methodology with a deductive approach and a monographic procedure method was used. The data collection used was indirect documentation, through books and jurisprudence from the Superior Courts. It was concluded that as long as there is no dialogue between the Powers, the minimum existencial and the reserve of the possible will always be used as a means of trying to mask the various management problems of the Public Power.

Keywords: Reserve of possible; Dignity of the human person; Drugs; Public health system; State.

 

Biografia do Autor

Igor Lins Silva, CIESA

Discente de Direito do Centro Universitário de Educação Superior do Estado do Amazonas - CIESA.

Referências

BARROSO, Luís Roberto. A dignidade da pessoa humana no direito constitucional contemporâneo: a construção de um conceito jurídico da jurisprudência, p. 112, 2012.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Recurso Especial nº 1185474/SC – Santa Catarina. Relator: Ministro Humberto Martins. Disponível em:<https://stj.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/9119367/recurso-especial-resp-1185474-sc-2010-0048628-4/inteiro-teor-14265399>. Acesso em: 15/07/2020.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. ADPF nº 45/DF – Distrito Federal. Relator: Ministro Celso de Mello. Disponível em <https://stf.jusbrasil.com.br/jurisprudencia/14800508/medida-cautelar-em-arguicao-de-descumprimento-de-preceito-fundamental-adpf-45-df-stf>. Acesso em: 15/07/2020.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988.

CAVALCANTE, Márcio André Lopes. Fornecimento pelo Poder Judiciário de medicamentos não registrados pela ANVISA. Buscador Dizer o Direito, Manaus. Disponível em: <https://www.buscadordizerodireito.com.br/jurisprudencia/detalhes/4d7a968bb636e25818ff2a3941db08c1>. Acesso em: 13/07/2020.

CAVALCANTE, Márcio André Lopes. Legitimidade do MP para ajuizar ação pedindo o fornecimento de medicamento. Buscador Dizer o Direito, Manaus. Disponível em: <https://www.buscadordizerodireito.com.br/jurisprudencia/detalhes/05f17e3cfa5de42020eaa6df34fb4805>. Acesso em: 13/07/2020.

CAVALCANTE, Márcio André Lopes. Requisitos para a concessão judicial de medicamentos não previstos pelo SUS. Buscador Dizer o Direito, Manaus. Disponível em:<https://www.buscadordizerodireito.com.br/jurisprudencia/detalhes/27b09e189a405b6cca6ddd7ec869c143>. Acesso em: 13/07/2020.

FERNANDES, Bernardo Gonçalves, Curso de Direito Constitucional. 12ª ed. Atualizada e ampliada. Editora JusPodivm, 2020.

KANT, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes. Trad. Paulo Quintela. 2 ed. São Paulo: Abril Cultural, 1980. [Os Pensadores]

LEITE, Harrison; Manual de Direito Financeiro. 8ª ed. Editora JusPodivm. 2019.

LENZA, Pedro. Direito Constitucional Esquematizado. 22ª ed. São Paulo: Saraiva, p 1339, 2018.

MENDES, Gilmar Ferreira; BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de direito constitucional. 12ª ed. São Paulo: Saraiva, pg. 695-697 2017.

MENEZES, Victor Hugo Mota de, Direto à Saúde e Reserva do Possível. Curitiba Juruá, 2015.

REISSINGER, Simone. Aspectos controvertidos do direito à saúde na constituição brasileira de 1988. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito Público) – Faculdade Mineira de Direito, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 1998.

SARMENTO, Daniel, Por um Constitucionalismo Inclusivo, Editora: Lumen Juris; Edição 1ª, 1 de janeiro de 2010, p 199-201

SILVA, José Afonso da. Curso de Direito Constitucional Positivo. 36ed. Ver. E atual. São Paulo: Malheiros, 2013

TORRES, Ricardo Lobo. A cidadania multidimensional na era dos direitos. Teoria dos direitos fundamentais. Ricardo Lobo Torres (org.). Rio de Janeiro: Renovar, 2001.

Downloads

Publicado

2021-09-02

Como Citar

SILVA, I. L. DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA E A RESERVA DO POSSÍVEL NAS AÇÕES DE MEDICAMENTOS: DIGNITY OF THE HUMAN PERSON AND THE RESERVE OF POSSIBLE: IN DRUG LAWSUITS. Ponto de Vista Jurídico, Caçador (SC), Brasil, v. 10, n. 01, p. 24-33, 2021. DOI: 10.33362/juridico.v10i01.2367. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/juridico/article/view/2367. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos