A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMO INSTRUMENTO GESTOR E INSTITUIDOR DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O MODAL RODOVIÁRIO

PUBLIC ADMINISTRATION AS A MANAGING INSTRUMENT AND INSTITUTOR OF PUBLIC POLICIES FOR ROAD MODAL

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/juridico.v12i2.3233

Resumo

Este artigo busca entender de que forma se constituem as atribuições da Administração Pública como instituidora das políticas de transporte rodoviário no Brasil. Para tanto, utiliza-se do case da rodovia federal BR-470/SC. De igual modo, se refletirá acerca das atribuições do Estado no fornecimento de serviços e estruturação do modal rodoviário como instrumento de transporte para os cidadãos na busca de promover o desenvolvimento e o bem-estar social, tudo sob a ótica dos princípios jurídicos proeminentes no ordenamento pátrio para instituir e gerir as políticas públicas.

PALAVRAS CHAVE: Políticas públicas. Princípio da eficiência. Administração pública. Direito administrative.

 

ABSTRACT

This article seeks to understand how the attributions of the Public Administration are constituted as the institution of road transport policies in Brazil. For that, it uses the case of the federal highway BR-470/SC. Likewise, it will reflect on the attributions of the State in providing services and structuring the road modal as a transport instrument for citizens in the search to promote development and social well-being, all from the perspective of the prominent legal principles in the legal system homeland to institute and manage public policies.

Keywords: Public policy. Efficiency principle. Public administration. Administrative law.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

A duplicação já é necessária. Diário Catarinense. Florianópolis, SC, 11 de abr. 1995.

ANTUNES, César Henrique Barzotto; BRANCO, Joaquim Olinto. Uma hermenêutica histórica sobre a implementação e gestão da BR-470 como política pública: registros jornalísticos de 1972 até 2021. Olhares sobre Políticas Públicas: Biodiversidade e Sustentabilidade. Itajaí. Editora UNIVALI. v. 01. 2022, p. 09-30.

ARISTÓTELES. Política: texto integral. 5ª ed. São Paulo/SP. Editora Martin Claret. 2008, p. 235.

AZAMBUJA, Darcy. Teoria Geral do Estado. 44ª ed. São Paulo. Globo. 2003, p. 06.

BERTOLI, Bianca. Má condição da BR470/SC atrasa crescimento de cidades às margens da rodovia. Página Única. 25/09/2021. Disponível em: <https://www.nsctotal.com.br/noticias/ma-condicao-da-br-470-atrasa-crescimento-de-cidades-as-margens-da-rodovia-mostra-estudo>, acesso em 23/04/2022.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal: Centro Gráfico, 1988. Disponível em <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm>, acesso em 08/12/2021.

BRASIL. Lei n. 10.233/01. Dispõe sobre a reestruturação dos transportes aquaviário e terrestre, cria o Conselho Nacional de Integração de Políticas de Transporte, a Agência Nacional de Transportes Terrestres, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. Brasília/DF. 05 jun. 2001. Disponível em: < https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/leis_2001/l10233.htm > Acesso em: 02 mai 2023.

BRASIL. Tribunal de Contas da União. TC n. 016.019/2017-2. Fiscalização n. 195/2017. Relatório de fiscalização das obras de duplicação e restauração da BR-470/SC – Lote 02. Relator Bruno Dantas. Brasília/DF. 26 jul. 2017. Disponível em <https://www.camara.leg.br/internet/comissao/index/mista/orca/orcamento/OR2018/Fiscobras2017/anexo/SINTETICOS/Sint%C3%A9tico_2017_195.pdf >. Acesso em: 22 de mai. 2022.

BULOS, Uadi Lammêgo. Curso de Direito Constitucional. 6ª ed. São Paulo. Saraiva. 2011.

DALLARI, Dalmo de Abreu. Elementos de teoria geral do Estado. 24.ed. São Paulo: Saraiva, 2003.

DA SILVA, José Afonso. Curso de Direito Constitucional Positivo. 26º ed. São Paulo. Malheiros. 2006.

DI PIETRO, Maria Sylvia. Direito Administrativo. 27º Ed. São Paulo. Atlas, 2014, p. 78.

DIAS, Reinaldo; MATOS, Fernanda. Políticas públicas: princípios e processos. 1ª Ed. São Paulo. Atlas. 2012.

FIESC. FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Proposta para inserção de Santa Catarina no contexto logístico nacional. 2021. Florianópolis.

FIESC. FIESC. FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA. Seminários BRs- SC não pode parar. Vídeo (1:06:14). Publicado pelo canal Fiesc_oficial. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=xzJfHyN2g4Q > . Acesso em: 30.04.2022

FILHO, Marçal Justen. Curso de Direito Administrativo. 10ª ed. São Paulo. Revista dos Tribunais. 2014.

GARCIA, Emerson; ALVES, Rogério Pacheco. Improbidade Administrativa. 8ª ed. São Paulo. Saraiva. 2014.

JÚNIOR, Wallace Paiva Martins. Probidade administrativa. 4ª ed. São Paulo. Saraiva. 2009.

MARINELA, Fernanda. Direito Administrativo. 5. Ed. Niterói. Impetus, 2011.

MEIRELLES, Hely Lopes. Direito Administrativo Brasileiro. 35º ed. São Paulo. Malheiros, 2009.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de Direito Administrativo. 20º Ed. São Paulo. Malheiros, 2005.

MORAES, Alexandre de. Direito constitucional. 37ª ed. São Paulo. Atlas. 2021.

OLIVEIRA, Rafael Carvalho de. Princípios do direito administrativo. 2ª ed. São Paulo. MÉTODO. 2013.

ONTL. Observatório Nacional de Transporte e Logística. Tráfego de Veículos. Fluxo de veículos leves e pesados 2021. Online. Disponível em: https://geo.epl.gov.br/portal/apps/sites/#/geo-ontl/pages/fluxo-rodovias Acesso em: 26 Mai. 2023.

SECCHI, Leonardo. Políticas Públicas: conceitos, esquemas de análise, casos práticos. 2ª ed. São Paulo. Cengage Learning. 2013.

BRASIL. Tribunal de Contas da União. TC n. 016.019/2017-2. Fiscalização n. 195/2017. Relatório de fiscalização das obras de duplicação e restauração da BR-470/SC – Lote 02. Relator Bruno Dantas. Brasília/DF. 26 jul. 2017. Disponível em <https://www.camara.leg.br/internet/comissao/index/mista/orca/orcamento/OR2018/Fiscobras2017/anexo/SINTETICOS/Sint%C3%A9tico_2017_195.pdf >. Acesso em: 22 de mai. 2022.

Downloads

Publicado

2023-08-28

Como Citar

ANTUNES, C. H. B.; HELENE, J. A. C.; BRANCO, J. O.; DITTRICH, M. G. A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA COMO INSTRUMENTO GESTOR E INSTITUIDOR DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA O MODAL RODOVIÁRIO: PUBLIC ADMINISTRATION AS A MANAGING INSTRUMENT AND INSTITUTOR OF PUBLIC POLICIES FOR ROAD MODAL. Ponto de Vista Jurídico, Caçador (SC), Brasil, v. 12, n. 2, p. 22–34, 2023. DOI: 10.33362/juridico.v12i2.3233. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/juridico/article/view/3233. Acesso em: 18 abr. 2024.