DIREITO DE GREVE, LEI DE SEGURANÇA NACIONAL E O CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO: REVISITANDO AS REPERCUSSÕES DA GREVE DOS FERROVIÁRIOS DA GREAT WESTERN EM RECIFE-PE (1935)

RIGHT TO STRIKE, NATIONAL SECURITY LAW, AND NATIONAL LABOR COUNCIL: REVISITING THE IMPACT OF THE GREAT WESTERN RAILWAY WORKERS' STRIKE IN RECIFE-PE (1935)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/juridico.v13i1.3418

Resumo

Este artigo visou problematizar o papel do Conselho Nacional do Trabalho (CNT) diante do impacto da Lei de Segurança Nacional no direito de greve, tomando como estudo de caso o movimento grevista dos trabalhadores ferroviários da Great Western, em Recife-PE, em novembro de 1935. O estudo se fundamenta em uma pesquisa bibliográfica, na qual se examinará dez inquéritos administrativos realizados pelo CNT sobre a referida greve, abordando os dados de maneira qualitativa e triangulando as informações levantadas. Os achados da pesquisa foram confrontados com literatura especializada, caracterizando-se pela natureza exploratória e pelas conclusões extraídas via método dedutivo. Evidenciou-se que o CNT, inicialmente um órgão de defesa dos direitos trabalhistas de trabalhadores na Era Vargas, começou a refletir o cenário político pós-Insurreição Comunista em suas decisões, contribuindo para a percepção negativa do movimento grevista como antissocial, antecedendo a proibição do direito de greve com a outorga da Constituição de 1937.

 

PALAVRAS CHAVE: CNT; Greve; Comunismo; Segurança Nacional; Great Western.

ABSTRACT

This article aimed to scrutinize the role of the National Labor Council (CNT) in response to the effects of the National Security Law (1935) on the right to strike, using the Great Western railway workers' strike in Recife-PE as a case study. The study is based on bibliographic research, examining ten administrative inquiries conducted by the CNT regarding the strike, addressing the data qualitatively and triangulating the gathered information. The findings were compared with specialized literature, marked by an exploratory nature and conclusions drawn through deductive reasoning. It was highlighted that the CNT, initially a body defending workers' rights during the Vargas Era, began to mirror the post-Communist Insurrection political landscape in its resolutions, contributing to the negative perception of the strike movement as antisocial, preceding the prohibition of the right to strike with the enactment of the Constitution of 1937.

Keywords: Traditional Knowledge Associated with Amazon Biodiversity. Elements. Transnational Legal Protection Regime. Sustainability.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Henrique Ferreira Duarte, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Mestrando em Direito pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Pós-graduado em Direito Constitucional Aplicado pela Faculdade Legale. Bacharel em direito pela Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Advogado. E-mail: hferreirad@outlook.com.

Rafael Lamera Giesta Cabral, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Doutor em Direito, Estado e Constituição pela Universidade de Brasília - UnB. Mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar e Bacharel em Direito pela Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul - UEMS. Professor Visitante, em Estágio Pós-Doutoral, na Faculté de Droit - Université de Montréal, Canada. Professor adjunto no curso de Direito e no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Direito (Mestrado Acadêmico) da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA). Sócio Titular do Instituto Brasileiro de História do Direito - IBHD. Editor-chefe da Revista Jurídica da Universidade Federal Rural do Semi-Árido - REJUR. E-mail: rafaelcabral@ufersa.edu.br.

Referências

ALAMINO, Caroline Antunes Martins. Presídio Maria Zélia: repressão política no governo constitucional de Getúlio Vargas. 2018.

ARAÚJO, Nelton Silva. O traidor vermelho: O Jornal e o discurso anticomunista (1935-1937). 2009.

BALZ, Christiano Celmer. O Tribunal de Segurança Nacional: aspectos legais e doutrinários de um tribunal de Era Vargas (1936-1945). 2012.

BIAVASCHI, Magda Barros. O direito do trabalho no Brasil – 1930/1942: a construção do sujeito de direitos trabalhistas. São Paulo, 2005.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 1.502/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 15.204/1935. Rio de Janeiro, RJ: 1935.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 3.712/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 3.713/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 3.714/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 4.166/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 4.167/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 5.536/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 708/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Conselho Nacional do Trabalho. Processo n. 709/1936. Rio de Janeiro, RJ: 1936.

BRASIL. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, de 16 de julho de 1934.

BRASIL. Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, de 10 de novembro de 1937. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Decreto nº 20.465, de 1º de outubro de 1931. Reforma a legislação das Caixas de Aposentadoria e Pensões. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Diário Official, de 12 de março de 1936. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Diário Official, de 17 de fevereiro de 1936. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Diário Official, de 30 de abril de 1937. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Lei nº 136, de 14 de dezembro de 1935. Modifica vários dispositivos da Lei n.º 38, de 4 de abril de 1935 e define novos crimes contra a ordem político social. Rio de Janeiro, RJ.

BRASIL. Lei nº 38, de 04 de abril de 1936. Define crimes contra a ordem política e social. Rio de Janeiro, RJ.

CABRAL, Rafael Lamera. Constituição e sociedade: uma análise sobre a (re)formulaçõa da arquitetura do Estado-Nação na Assembleia Nacional Constituinte de 1933. Dissertação de Mestrado em Ciência Política. Universidade Federal de São Carlos. São Carlos: UFSCar, 2011.

CABRAL, Rafael Lamera Giesta. Trabalhadores Indesejáveis: a trajetória de mineiros no Conselho Nacional do Trabalho na Era Vargas (1934-1938). 1. ed. Rio de Janeiro: 7Letras, 2022.

CARONE, Edgar. A segunda República (1930-1937). 3ª edição. São Paulo: Difel. 1984.

DE ARAÚJO, Danielle Regina Wobeto; DO VALLE, Gabrielle Stricker. O fio de Ariadne: um mapa metodológico para a pesquisa de processos criminais como fonte histórica. Revista Brasileira de Direito Processual Penal, v. 7, n. 2, p. 1187-1226, 2021. DOI: https://doi.org/10.22197/rbdpp.v7i2.576

FARGE, Arlette. O sabor do arquivo. Tradução de Fátima Murad. São Paulo: Universidade de São Paulo, 2009.

FRANÇA, Carlos Eduardo; CABRAL, Rafael Lamera. Direitos sociais e identidade operária: o poder da ideologia trabalhista no Governo de Getúlio Vargas (Brasil, 1930-45). Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM, v. 11, p. 634-653, 2016. DOI: https://doi.org/10.5902/1981369421961

GUERRA, Maria Pia. Anarquistas, trabalhadores, estragneiros: o constitucionalismo brasileiro na Primeira República. Curitiba: Prismas, 2015.

GIANNOTTI, Vito. História das lutas dos trabalhadores no Brasil. Mauad Editora Ltda, 2007.

GOMES, Angela de Castro. A invenção do trabalhismo. Editora FGV, 2015.

GOMES, Angela de Castro. Regionalismo e centralização política, partidos e constituinte nos anos 30. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1980.

MARQUES, Raphael Peixoto de Paula. Repressão política e anticomunismo no primeiro Governo Vargas: a elaboração da primeira lei de segurança nacional. Revista Jurídica da Presidência, Brasília, v. 15, n. 107, p. 631-665, 2013. DOI: https://doi.org/10.20499/2236-3645.RJP2014v15e107-86

MARQUES, Raphael Peixoto de Paula. Repressão política e usos da constituição no governo Vargas (1935-1937): a segurança nacional e o combate ao comunismo. 2011. 217 f. Dissertação (Mestrado em Direito) – Universidade de Brasília, Brasília, 2011.

NUNES, Diego. O Percurso dos crimes políticos durante a Era Vargas (1935-1945): do direito penal político italiano ao direito da segurança nacional brasileiro. 2012.

PAIVA, Julius Victorius Diógenes. A Representação profissional dos trabalhadores na assembleia nacional constituinte de 1933-1934 e a luta pela constitucionalização de direitos trabalhistas. 2022. Dissertação de Mestrado. Mossoró.

PARECE definitivamente solucionado a greve dos ferroviários: Affirma-se que os funccionarios da Great Western teriam sido, até certo ponto, attendidos nas suas pretensões. Affirma-se que os funccionarios da Great Western teriam sido, até certo ponto, attendidos nas suas pretensões. Jornal do Commercio. Recife, p. 14-14. 05 nov. 1935.

SILVA, Danillo Lima. Trabalhadores, empregadores e estado brasileiro: revisitando os conflitos de greve na história constitucional brasileira entre 1935 e 1937. 2021. Dissertação de Mestrado. Mossoró.

SILVA, Hélio. 1935 A Revolta Vermelha. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.

SIQUEIRA, Gustavo Silveira. História do direito de greve no Brasil (1890-1946): criminalização, mito da outorga e movimentos sociais. In: III Encontro de Bolsistas de Produtividade em Direito do CNPq. 2017.

UNTURA NETO, Marcos. O Conselho Nacional do Trabalho e a construção dos direitos sociais no Brasil. 2013. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo.

VIANNA, Marly de Almeida Gomes. As rebeliões de novembro de 1935. Novos Rumos, v. 47, 2006.

VIANNA, Marly de Almeida Gomes. O PCB, a ANL e as insurreições de novembro de 1935. O Brasil republicano, v. 2, p. 63-105, 2003.

VIANNA, Marly de Almeida Gomes. Revolucionários de 1935: sonho e realidade. 3. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

VICTIMADO pela explosão de uma granada no meio de um tiroteio, quando policiava a estrada de ferro, o tenente do exército Lauro Leão Santa Rosa: Transportado para esta cidade, falleceu no trajecto, em virtude dos graves ferimentos recebidos que occasionaram grande e mortal hemorrhagia. Transportado para esta cidade, falleceu no trajecto, em virtude dos graves ferimentos recebidos que occasionaram grande e mortal hemorrhagia. Jornal do Commercio. Recife, p. 2-2. 12 nov. 1935.

Downloads

Publicado

2024-03-19

Como Citar

FERREIRA DUARTE, H.; LAMERA GIESTA CABRAL, R. DIREITO DE GREVE, LEI DE SEGURANÇA NACIONAL E O CONSELHO NACIONAL DO TRABALHO: REVISITANDO AS REPERCUSSÕES DA GREVE DOS FERROVIÁRIOS DA GREAT WESTERN EM RECIFE-PE (1935): RIGHT TO STRIKE, NATIONAL SECURITY LAW, AND NATIONAL LABOR COUNCIL: REVISITING THE IMPACT OF THE GREAT WESTERN RAILWAY WORKERS’ STRIKE IN RECIFE-PE (1935). Ponto de Vista Jurídico, Caçador (SC), Brasil, v. 13, n. 1, p. e3418-e3418, 2024. DOI: 10.33362/juridico.v13i1.3418. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/juridico/article/view/3418. Acesso em: 24 abr. 2024.