A INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS EGRESSOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL: ANÁLISE DO PERFIL, FORMAÇÃO E TRABALHO E PROPOSIÇÃO DE UMA TIPOLOGIA DE INSERÇÃO BRASILEIRA

PROFESSIONAL INSERTION OF ADMINISTRATION COURSE GRADUATES IN BRAZIL: PROFILE ANALYSIS, EDUCATION AND WORK AND PROPOSAL OF A TYPOLOGY FOR BRAZILIAN INSERTION

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/visao.v12i2.3113

Resumo

Este estudo busca identificar diferentes padrões de inserção profissional dos egressos de Administração, curso que foi escolhido por ter um dos maiores números de matrículas (junto ao Direito e Pedagogia), pela diversidade de atividades possíveis de desempenhar a partir da formação, pela representatividade no país e por sua popularidade no ensino, pesquisa e no mercado profissional. Participaram do estudo 1199 egressos. Empreendeu-se uma clusterização, sendo possível organizar três agrupamentos que foram assim denominados: iniciantes, privilegiados e batalhadores. Os agrupamentos foram retratados tendo como ponto de partida três eixos de análise: perfil dos egressos, formação e trabalho. A tentativa de organizar agrupamentos com a finalidade de se pensar possíveis perfis de inserção profissional, certamente, mostrou-se de forma incipiente, por outro lado, reforçou olhares minuciosos em relação ao contingente de formados na área no país - que ainda carece de programas ou ações de acompanhamento e orientação à população formada. Sobretudo, o estudo tem potencial de reforçar o entendimento da estratificação profissional presente no mercado e que vem se mostrando até mesmo dentro de um grupo profissional. Esclarece-se que não se tem por pretensão encerrar as discussões, mas provocar estudos posteriores, concentrados ou não no campo da Administração sobre a temática apresentada.

Palavras-Chave: Inserção Profissional. Egressos. Administração. Tipologia de inserção profissional.

 

Abstract: This study seeks to identify different patterns of professional insertion of Business Administration graduates, a course that was chosen for having one of the highest enrollment numbers (along with Law and Pedagogy), for the diversity of possible activities to be carried out after graduation, for its representativeness in the country and for its popularity in teaching, research, and the professional market. 1199 graduates participated in the study. A clustering was undertaken, making it possible to organize three groups that were named as follows: beginners, privileged and fighters. The groups were portrayed having as a starting point three axes of analysis: profile of graduates, training and work. The attempt to organize groups with the purpose of thinking about possible profiles of professional insertion, certainly, proved to be incipient, on the other hand, it reinforced meticulous looks in relation to the contingent of graduates in the area in the country - which still lacks programs or follow-up and guidance actions for the trained population. Above all, the study has the potential to reinforce the understanding of the professional stratification present in the market and that has been showing itself even within a professional group. It is clarified that it is not intended to close the discussions, but to provoke further studies, whether or not concentrated in the field of Administration on the theme presented.

Keywords: Professional Insertion. Graduates. Administration. Typology of professional insertion.

Biografia do Autor

Jhony Pereira Moraes

Doutorando e Mestre em Administração (UFRGS). Escola de Administração (EA/UFRGS). Centro Universitário FADERGS e Faculdades Integradas São Judas Tadeu.

Guilherme Brandelli Bucco, UFRGS

Doutor e Mestre em Administração (UFRGS). Escola de Administração (EA/UFRGS).

Sidinei Rocha-de-Oliveira, UFRGS

Doutor e Mestre em Administração (UFRGS). Escola de Administração (EA/UFRGS). (in memoriam)

Silas Dias Mendes Costa, UFMG

Doutorando e Mestre em Administração (UFMG). Faculdade de Ciências Econômicas (UFMG).

Referências

ALMEIDA, Ana Maria F.; ERNICA, Mauricio. Inclusão e segmentação social no ensino superior público no Estado de São Paulo (1990-2012). Educação & Sociedade, v. 36, n. 130, 2015.

AMARAL, Marcelo Parreira do; WALTHER, Andreas. Juventude, educação e trabalho: teorizando a regulação de trajetórias educacionais e a transição escola-trabalho. In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane Bezerra (Orgs.). Trabalho e Formação Profissional: Juventudes em Transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 15- 35.

ANDRADE, Carla Coelho de. Juventude e trabalho: alguns aspectos do cenário brasileiro contemporâneo. 2008.

BAETA NEVES, Clarissa Eckert. Ensino Superior no Brasil: expansão, diversificação e inclusão. In: Trabalho apresentado no Congresso da LASA (Associação de Estudos Latino Americanos), São Francisco, Califórnia. 2012.

BERTERO, Carlos Osmar. Ensino e pesquisa em administração. São Paulo: Thomson Learning, 2006. BIHAGEN, E.; NERMO, M.; STERN, C.;ÅBERG, Y. Elite mobility among college graduated men in Sweden: Skills, personality and family ties. Acta Sociologica, 60(4), 291–308. 2017 https://doi.org/10.1177/0001699316684004

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. VANSTREELS, Christine. A democratização e expansão da educação superior no país 2003-2014. Ministério da Educação (MEC). Brasília, 2014.

CAMARANO, Ana Amélia et al. Caminhos para a vida adulta: as múltiplas trajetórias dos jovens brasileiro. Última década, v. 12, n. 21, p. 11-50, 2004.

CATTANI, Antonio David. Capital Humano, Teoria do. In: CATTANI, Antonio David; HOL-ZMANN, Lorena. Dicionário de trabalho e tecnologia. Porto Alegre: UFRGS, 2006.

CHAN, Take Wing; BOLIVER, Vikki. The grandparents effect in social mobility: Evidence from British birth cohort studies. American Sociological Review, v. 78, n. 4, p. 662-678, 2013.

COMIN, Alvaro A.; BARBOSA, Rogério Jerônimo. Trabalhar para estudar: sobre a pertinência da noção de transição escola-trabalho no Brasil. Novos estudos CEBRAP, n. 91, p. 75-95, 2011.

CONSELHO FEDERAL DE ADMINISTRAÇÃO. Pesquisa Nacional: Perfil, formação, atuação e oportunidades de trabalho do profissional de administração. Brasília: CFA, 2015.

CORRÊA, Carolina Rodrigues; LIMA, João Eustáquio de. Determinantes da participação e dos rendimentos dos jovens no mercado de trabalho: o caso da Região Metropolitana de Recife. Cadernos Metrópole, v. 17, n. 34, 2015.

CORROCHANO, Maria Carla. Jovens trabalhadores: expectativas de acesso ao ensino superior. Avaliação (Campinas): Sorocaba, v. 18, n.1, Mar. 2013.

DANNER,M. GUÉGNARD, C &Joseph, O. Le profil des NEET a-t-il évolué en 20 ans? In: Couppié, T.; DUPRAY, A.; ÉPIPHANE, D. & Mora, V. 20 ans d’insertion professionnelle des jeunes: entre permanences et évolutions. Cereq: Marseille. 2017

DAYRELL, Juarez. A escola “faz” as juventudes? Reflexões em torno da socialização juvenil. Educação e sociedade, v. 28, n. 100, p. 1105-1128, 2007.

DORNELLES, Aline; DOS REIS, Carlos Nelson; PANOZZO, Vanessa Maria. Juventude latino- americana e mercado de trabalho: programas de capacitação e inserção. Revista Katálysis, v. 19, n. 1, 2016.

DUBAR, Claude. La construction socials de l’insertion professionnelle. Éducation et Sociétés. n. 7, 2001/1, p. 23-36.

FELICETTI, Vera Lucia. Comprometimento do aluno ProUni: acesso, persistência e formação acadêmica. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, v. 95, n. 241, 2014.

FERREIRA, Sergio Guimarães; VELOSO, Fernando A. Mobilidade intergeracional de educação no Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, v. 33, n. 3, 2003.

FERRUGINI, Lílian; CASTRO, Cleber Carvalho de. Repercussões socioeconômicas do curso piloto de administração da UAB na visão de egressos e coordenadores. Educação e Pesquisa, v. 41, n. 4, p. 993- 1008, 2015.

GALLAND, Olivier. Entrer dans la vie adulte: des étapes toujours plus tardives mais resserrées. Économie et Statistique, n. 337-338, 2000, p. 13-36.

IPEA. Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Um retrato de duas décadas do mercado de trabalho brasileiro utilizando a PNAD. Comunicado IPEA, Brasília-DF, n. 160, 7 out. 2013.

LONGO, Flávia Vitor et al. Tal mãe, tal filho?: uma análise da mobilidade educacional intergeracional no Brasil em 1996 e 2012. Universidade Estadual de Campinas (dissertação de mestrado). Campinas, SP, 2015.

LONGO, Flávia Vitor; VIEIRA, Joice Melo. Educação de mãe para filho: fatores associados à mobilidade educacional no Brasil. Educação & Sociedade, v. 38, n. 141, p. 1051-1071, 2017.

LOVEDAY, V. Working-Class Participation, Middle-Class Aspiration? Value, Upward Mobility and Symbolic Indebtedness in Higher Education. The Sociological Review, 63(3), 570–588. 2015 https://doi.org/10.1111/1467-954X.12167

MARIANO, Francisca Zilania et al. Diferenciais de Rendimentos entre Raças e Gêneros, nas Regiões Metropolitanas, por Níveis Ocupacionais: uma análise através do pareamento de Ñopo. Estudos Econômicos (São Paulo), v. 48, n. 1, p. 137-173, 2018.

MATTOS, Elsa de ; CHAVES, Antonio Marcos. As representações sociais do trabalho entre adolescentes aprendizes: um estudo piloto. Journal of Human Growth and Development, v. 16, n. 3, p. 66-75, 2006.

MATTOS, F. A. M. Avanços e dificuldades para o mercado de trabalho. Estudos Avançados, 29(85), 69-85. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S0103-40142015008500006.

MENDES, Igor Adolfo Assaf; COSTA, Bruno Lazzarotti Diniz. Considerações sobre o papel do Capital Cultural e acesso ao ensino superior: uma investigação com dados de Minas Gerais. Educação em Revista, v. 31, n. 3, 2015.

MENEZES, Wilson F.; UCHOA, Carlos Frederico A. A inserção do jovem no mercado de trabalho brasileiro. In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane Bezerra (Orgs.). Trabalho e Formação Profissional: Juventudes em Transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 105-132.

MORETTO, Amilton; REMY, Maria Alice Pestana de. Dinâmica recente da inserção do jovem no mercado de trabalho e a questão da escolaridade. In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane Bezerra (Orgs.). Trabalho e Formação Profissional: Juventudes em Transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 133-153.

OLIVEIRA, Elenilce Gomes de; SOUSA, Antonia de Abreu. Trabalho, juventude e educação no contexto do capitalismo atual. In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane Bezerra (Orgs.). Trabalho e Formação Profissional: Juventudes em Transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 37-55.

OLIVEIRA, Lucia Barbosa de; WETZEL, Ursula. Rumo ao mercado de trabalho: percepções e estratégias de jovens estudantes de Administração. Anais do II Encontro de Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho. Curitiba, 2009.

OLIVEIRA, Thiago Dumont; GOLGHER, André Braz; LOUREIRO, Pedro Mendes. Trajetórias de local de moradia, estudo e trabalho dos jovens brasileiros entre 2003 e 2011: uma análise de entropia. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 33, n. 1, p. 31-52, 2016.

PICANÇO, Felícia. JUVENTUDE POR COR E RENDA NO ACESSO AO ENSINO SUPERIOR. Somando desvantagens, multiplicando desigualdades?. Revista Brasileira de Ciências Sociais, v. 30, n. 88, 2015.

POCHMANN, Marcio. Juventudes na Transição para a Sociedade Pós-Industrial. In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane B. Trabalho e Formação Profissional: juventudes em transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 37-55.

RAMOS, Madalena; PARENTE, Cristina; SANTOS, Mónica. Os licenciados em Portugal: uma tipificação de perfis de inserção profissional. Educação e Pesquisa, 40(2), 383-400. Epub January 17, 2014. Disponível em: https://dx.doi.org/10.1590/S1517-97022014005000001.

RAMOS, Madalena; PARENTE, Cristina; SANTOS, Mónica. Os licenciados em Portugal: uma tipificação de perfis de inserção profissional. Educação e Pesquisa, v. 40, n. 2, 2014.

REIS, Mauricio Cortez; RAMOS, Lauro. Escolaridade dos pais, desempenho no mercado de trabalho e desigualdade de rendimentos. Revista Brasileira de Economia, v. 65, n. 2, p. 177- 205, 2011.

RIBEIRO, Carlos Antonio Costa. Mobilidade social, mudanças estruturais e desigualdade de oportunidades. In: RIBEIRO, Carlos Antonio Costa. Estrutura de classe e mobilidade social no Brasil. Bauru: SP; Edusc, 2003.

RISTOFF, Dilvo. O novo perfil do campus brasileiro: uma análise do perfil socioeconômico do estudante de graduação. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 19, n. 3, 2014. ROCHA-DE-OLIVEIRA, Sidinei; PICCININI, Valmíria Carolina. Contribuições das abordagens francesas para o estudo da inserção profissional. Revista Brasileira de Orientação Profissional, Jan./Jun., vol. 13, n. 1, 2012a, p. 63-73.

ROCHA-DE-OLIVEIRA, Sidinei. Rebaixamento de diplomas de jovens estudantes e egressos do ensino superior: proposta de escala de mensuração. XLI Encontro da ANPAD. São Paulo, São Paulo, 2017. SANTOS, Claudia Priscila Chupel dos; MARAFON, Nelize Moscon. A Política de Assistência Estudantil na Universidade Pública Brasileira: desafios para o Serviço Social. Textos & Contextos (Porto Alegre), v. 15, n. 2, p. 408-422, 2016.

ROCHA-DE-OLIVEIRA, Sidinei; PICCININI, Valmíria Carolina. Uma Análise sobre a Inserção Profissional de Estudantes de Administração no Brasil. Revista de Administração Mackenzie, v. 13, n. 2. SÃO PAULO, SP: mar/abr, 2012b, p. 44-75.

SANTOS, Geórgia Patrícia Guimarães dos. Juventudes, trabalho e educação: uma agenda pública recente e necessária. Por quê? In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane Bezerra (Orgs.). Trabalho e Formação Profissional: Juventudes em Transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 37-55.

SOUTO, Fernando Antonio Barreto Paulino et al.. Transformações no mercado de trabalho recente e os jovens. In: MACAMBIRA, Júnior; ANDRADE, Francisca Rejane Bezerra (Orgs.). Trabalho e Formação Profissional: Juventudes em Transição. Fortaleza: IDT, UECE, BNB, 2013, p. 169-230.

TEIXEIRA. Censo da Educação Superior – notas estatísticas 2017 (Diretoria de Estatísticas Educacionais – DEED). Disponível em: <http://download.inep.gov.br/educacao_superior/censo_superior/documentos/2018/censo_da_e ducacao_superior_2017-notas_estatisticas2.pdf> Acesso em novembro de 2018.

TOUBØL, J.; LARSEN, A. G. Mapping the Social Class Structure: From Occupational Mobility to Social Class Categories Using Network Analysis. Sociology, 51(6), 1257–1276. 2017 https://doi.org/10.1177/0038038517704819

VARGAS, Michely de Lima Ferreira. Ensino superior, assistência estudantil e mercado de trabalho: um estudo com egressos da UFMG. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, v. 16, n. 1, 2011.

VOLKMER MARTINS, Bibiana. Expansão e diversificação do ensino superior no Brasil: a mobilidade social e a inserção profissional dos jovens estudantes e egressos de cursos superiores tecnológicos na região metropolitana de Porto Alegre-RS. 2016. 435f. 2016. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado em Administração)-Programa de Pós-Graduação em Administração, Escola de Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre.

VOLKMER MARTINS, Bibiana; ROCHA-DE-OLIVEIRA, Sidinei. A relação entre formação profissional e empregabilidade: em questão os jovens provenientes de cursos superiores de tecnologia. XL Encontro da ANPAD. Costa do Sauipe, Bahia, 2016.

VOLKMER MARTINS, Bibiana; ROCHA-DE-OLIVEIRA, Sidinei. Expansão e diversificação do ensino superior, impactos no mercado de trabalho e inserção profissional no Brasil: reflexões iniciais e proposta de agenda de pesquisa. Encontro de Administração Pública e Governança, v. 6, p. 1-16, 2014.

Downloads

Publicado

2023-07-28

Como Citar

MORAES, J. P.; BUCCO, G. B.; ROCHA-DE-OLIVEIRA, S.; MENDES COSTA, S. D. A INSERÇÃO PROFISSIONAL DOS EGRESSOS DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO NO BRASIL: ANÁLISE DO PERFIL, FORMAÇÃO E TRABALHO E PROPOSIÇÃO DE UMA TIPOLOGIA DE INSERÇÃO BRASILEIRA: PROFESSIONAL INSERTION OF ADMINISTRATION COURSE GRADUATES IN BRAZIL: PROFILE ANALYSIS, EDUCATION AND WORK AND PROPOSAL OF A TYPOLOGY FOR BRAZILIAN INSERTION. Revista Visão: Gestão Organizacional, Caçador (SC), Brasil, v. 12, n. 2, p. e3113-e3113, 2023. DOI: 10.33362/visao.v12i2.3113. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/visao/article/view/3113. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos