O TRABALHO DO MOTORISTA DE UBER – UMA ALTERNATIVA AO DESEMPREGO ?

Lina Elisabeth Rodrigues Bezerra

Resumo


Esta pesquisa teve por objetivo descrever e analisar o sentido e as relações de trabalho para os motoristas do Uber, na cidade de Belo Horizonte, verificando se e até que ponto esta atividade pode representar uma alternativa para o desemprego. Realizou-se uma pesquisa qualitativa com nove motoristas, que se cadastraram na empresa após a vivência do desemprego. Efetuou-se entrevistas abertas e semiestruturadas que foram transcritas e posteriormente analisadas. Constatou-se que a atividade no Uber atendeu às necessidades mais urgentes dos motoristas, como a de obter uma renda imediata ou ocupar o tempo ocioso, reduzindo a auto cobrança e a pressão familiar, além de aliviar os impactos negativos ocasionados pela vivência do desemprego. Percebeu-se também a preocupação dos motoristas com a ausência de amparos legais e trabalhistas, fator que juntamente com a exploração da mão de obra e dos próprios recursos dos motoristas, parece aumentar os lucros da empresa. Os resultados apontaram que o Uber é, de fato, uma alternativa para o desemprego, mas de forma mais imediata e provisória, necessitando de uma regulação para este novo tipo de atividade, a fim de proteger os trabalhadores da precarização. Os resultados apresentados nesta pesquisa podem servir de subsídios para formulação de políticas de regulação deste novo tipo de atividade, bem como contribuir para novos estudos sobre o tema.

Palavras-Chave: Trabalho. Desemprego. Motoristas. Uber.

 

UBER DRIVERS WORK – AN ALTERNATIVE FOR UNEMPLOYMENT?

Abstract: This research purpose was to describe and to analyse the meaning and the work relations for the Uber’s drivers in Belo Horizonte city, verifying if and to what extent this activity represents an alternative for unemployment. Nine drivers who enrolled in the business after experiencing unemployment underwent a qualitative research. Open and semi-structured interviews were conducted, transcribed and subsequently analyzed. It was determined that the Uber activity attended the driver’s urgent needs, such as the possibility of immediate income and time occupation, relieving the pressure of self and family’s expectations, reducing the negatives impacts occasioned by the struggle as an unemployed. The drivers worry about the lack of labor legal support was also noticed, factor that combined with the labor exploration and the driver’s own resources, seems to increase the company’s profit. The results demonstrated that the Uber is, in fact, an alternative for unemployment, however as in an immediate and temporary manner and there is a demand for a regulation for this new type of activity in order to protect the workers from labor conditions increasingly precarious. The results presented in the research can serve as subsidies for the formulation of politics regulation for this new type of activity, as well as to contribute for new studies about the theme.

Keywords: Work. Unemployment. Drivers. Uber.


Palavras-chave


Administração; Ciências Sociais Aplicadas; Desenvolvimento; Sociedade;

Texto completo:

PDF

Referências


ABÍLIO, Ludmila Costela. Uberização do trabalho: subsunção real da viração. Passa Palavras, Campinas, 2017.

ANTUNES, R. Os sentidos do trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do trabalho. 2a.ed. São Paulo: Boitempo, 2009.

ARGOLO, João Carlos Tenório; ARAUJO, Maria Arlete Duarte. O impacto do desemprego sobre o bem-estar psicológico dos trabalhadores da cidade de Natal. Rev. adm. contemp., Curitiba , v. 8, n. 4, p. 161-182, 2004 .

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. 5ª ed. Edições 70. Portugal. 2009.

BARROS, Ana Cirne Paes de Barros. Uber: O Consumo Colaborativo e as Lógicas do Mercado. COMUNICON 2015, São Paulo, 2015.

CARVALHO, M.L.H de; SALES, M.Marçal. Ser taxista em tempos de uber: uma análise sobre os sentidos e significados atribuídos ao trabalho. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, Belo Horizonte, v. 3, n. 5, p. 579-596, 2018.

FARIAS, Fernando M V. de. Avaliação da percepção de qualidade da prestação do serviço de transporte individual de passageiros do distrito federal: táxi e uber. Dissertação de Mestrado,Universidade de Brasília.DF, 2016.

FERRAZ, Deise Luiza da Silva. PROJETOS DE GERAÇÃO DE TRABALHO E RENDA E A CONSCIÊNCIA DE CLASSE DOS DESEMPREGADOS. Organ. Soc., Salvador , v. 22, n. 72, p. 123-141, 2015 .

FERRER, W.M.H; OLIVEIRA, L.J. de. Uberização do trabalho sob a ótica do conceito de subordinação estrutural. Revista Direito UFMS, Campo Grande, MS, v.4,n.1, p.177-194, 2018.

FLEIG, Daniel Gustavo et al. Reestruturação produtiva e subjetividade: análise interpretativa do significado do desemprego. Organ. Soc., Salvador , v. 12, n. 33, p. 71-91, 2005.

FONTANELLA, B. J. B; RICAS, J.; TURATO, E. R. Amostragem por saturação em pesquisas qualitativas em saúde: contribuições teóricas. Cadernos de Saúde Pública. Rio de Janeiro. V. 24, n. 1, p. 17-27. 2008.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos em pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

GOLDENBERG, Mírian. A arte de pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciências Sociais. 8ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua Julho-Agosto-Setembro de 2018. Rio de Janeiro, 2018.

KRAMER, J.C. A economia compartilhada e a Uberização do trabalho: utopias do nosso tempo? Dissertação mestrado em Direito, na Universidade Federal do Paraná. Curitiba, 2017.

LIMA, M.E.A.; BORGES, A.F. Impactos do Desemprego de Longa Duração. In: GOULART, Iris Barbosa. (Org.) Psicologia Organizacional: teoria, pesquisa e temas correlatos. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2002, p. 337-335.

MÉDICI NETO, M.G. Motoristas parceiros do Uber: natureza da prestação de novas formas de trabalho trazidas pela economia colaborativa. Dissertação de Mestrado – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2017.

MORIN, E. M. Os sentidos do trabalho. Revista de Administração de Empresas, v. 41, n. 3, p. 8-19, 2001.

OLIVEIRA, L.P.de; OLBERMANN, J.Vogel; OLTRAMARI, A.Poleto. A vida imita a arte ou a arte imita a Vida? Um olhar para o desemprego e suas implicações na vida do indivíduo sob a perspectiva da ficção. XL Encontro da EnANPAD, Bahia, 2016.

PINHEIRO L.R.S.; MONTEIRO, J.K. Refletindo sobre desemprego e agravos à saúde mental. Cadernos De Psicologia Social Do Trabalho, v.10, n2, p.35-45, 2007.

POCHMANN, Marcio. Ajuste econômico e desemprego recente no Brasil metropolitano. ESTUDOS AVANÇADOS, v. 29, n.85, p. 07-19, 2015.

REINERT, José Nilson. Desemprego: causas, conseqüências e possíveis soluções. Revista de Ciências da Administração, Florianópolis, p. 45-48, 2001.

REIS, Maurício; AGUAS, Marina. Duraçao do desemprego e transições para o emprego formal, a inatividade e a informalidade. Economia Aplicada, v. 18, n. 1, p. 35-50, 2014.

RODRIGUES, Priscila Silva. Oferta de trabalho dos taxistas e efeito uber: uma análise para as regiões metropolitanas de porto alegre e fortaleza. Dissertação Mestrado da Universidade Federal do Ceará,Fortaleza, 2017.

SELIGMANN, Edith. Desemprego e desgaste mental: desafio às políticas públicas e aos sindicatos. Revista Ciências do Trabalho, n. 4, p-89-109, 2015.

SENE, Túlio Silva. Desemprego e precarização, duas dimensões da crise do trabalho no capitalismo contemporâneo. Pegada, v. 6, n. 2, p.101-112, 2005.

SERRANO, P.H.S.Maior; BALDANZA, R.Francisco. Tecnologias disrupticas: o caso do uber. RPCA, Rio de Janeiro, v.11, n.5, p.37-48, 2017.

SILVA, Taiana Jorge de Araújo; PACHECO, Taís Poncio. AS CONSEQUÊNCIAS PSICOSSOCIAIS DO DESEMPREGO . Revista Ciência Amazônida, Porto Velho: v.1, n.2, 2017.

TEODORO, Maria C.Máximo; et al. Disrupção, economia compartilhada e o fenômeno Uber. Revista Faculdade Mineira de Direito, Belo Horizonte, v.20, n.39, 2017.

TOSS, Luciane; EINLOFT, Denis. Uber: uma abordagem crítica. Democracia e mundo do trabalho em debates. 2017. Disponível em www.dmtemdebate.com.br/

wp-content/uploads/.../TOSS-EINLOFT-Uber-2017.pdf.

TOZI, Fábio. As novas tecnologias da informação como suporte à ação territorial das empresas de transporte por aplicativo no Brasil. XV Coloquio Internacional de Geocrítica Las ciencias sociales y la edificación de una sociedad post-capitalista, Barcelona, 2018.

UBER TECHNOLOGIES INC. Fatos e dados sobre a Uber. (2018). Disponível em: https://www.uber.com/pt-BR/newsroom/fatos-e-dados-sobre-uber/. Acesso em 08 mai.2018.




DOI: https://doi.org/10.33362/visao.v8i2.1909

Licença Creative Commons

Este obra está licenciado com uma Licença  Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

 

ISSN: 2238-9636

-------------------------------------------------------------

Universidade Alto Vale do Rio do Peixe (UNIARP)- Rua Victor Baptista Adami, 800- Centro
CEP: 89500-000 - Cx. Postal 232 - Fone: (49) 3561-6200 E-mail: uniarp@uniarp.edu.br