A METODOLOGIA DISC APLICADA AO PROCESSO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO (T&D): UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA LINIE ESQUADRIAS E VIDROS – BRUSQUE/SC

THE DISC METHODOLOGY APPLIED TO THE TRAINING AND DEVELOPMENT (T&D) PROCESS: A CASE STUDY IN THE COMPANY LINIE ESQUADRIAS E VIDROS – BRUSQUE/SC

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/visao.v10i1.2022

Palavras-chave:

Gestão de Pessoas, Treinamento e Desenvolvimento, Metodologia DISC.

Resumo

A presente pesquisa tem o objetivo de elaborar um programa de desenvolvimento humano (T&D) para a empresa Linie Esquadrias e Vidros, a partir da Metodologia DISC. Para tanto, buscou-se conhecer a cultura organizacional da empresa (visão, missão e valores), o perfil socioeducacional dos gestores e colaboradores, o nível de satisfação quanto às atividades de T&D desenvolvidas pela empresa e o perfil comportamental dos gestores e dos colaboradores, considerando a Metodologia DISC. Compreende-se que a metodologia DISC é considerada um método de pesquisa psicológica, que se utiliza das ciências exatas como a matemática e a estatística para definir de forma menos imprecisa o comportamento humano. Esta área da psicologia é conhecida como psicometria, ou seja, é um registro e medida exata dos fenômenos psíquicos de um determinado indivíduo (MATOS, 2008).  Do ponto de vista metodológico esta pesquisa se classifica dentro de uma abordagem qualitativa, tipificada em pesquisa exploratória e descritiva. Em relação ao método, a pesquisa constituiu-se em bibliográfica e estudo de caso, sendo o questionário o instrumento de coleta de dados aplicado. Quanto ao diagnóstico do perfil comportamental dos gestores e dos colaboradores da empresa, considerando a Metodologia DISC, os dados revelaram que um gestor apresentou o estilo comportamental Comandante e o outro o perfil Comandante/Estrategista (total de dois gestores). Quanto aos colaboradores observou-se que um colaborador apresentou o perfil Comandante, dois o perfil Diplomata, um Estrategista e um Comandante/Apresentador/Diplomata (total de cinco colaboradores). A partir desta análise foi proposto um programa de desenvolvimento humano (T&D) para a empresa, conforme o Plano de Ação 5W2H. As atividades recomendadas envolveram ações de Coaching Executivo, Alinhamento Estratégico e Coaching em Grupo.

Palavras-Chave: Gestão de Pessoas. Treinamento e Desenvolvimento. Metodologia DISC.

Abstract: This research aims to develop a human development (T&D) program for the company Linie Esquadrias e Vidros, based on the DISC Methodology. Therefore, we sought to know the company's organizational culture (vision, mission and values), the socio-educational profile of managers and employees, the level of satisfaction with the T&D activities developed by the company and the behavioral profile of managers and employees, considering the DISC Methodology. It is understood that the DISC methodology is considered a method of psychological research, which uses exact sciences such as mathematics and statistics to define human behavior less imprecisely. This area of ​​psychology is known as psychometry, that is, it is an accurate record and measurement of the psychic phenomena of a given individual (MATOS, 2008). From a methodological point of view, this research is classified within a qualitative approach, typified in exploratory and descriptive research. Regarding the method, the research consisted of bibliographical and case study, with the questionnaire being the data collection instrument applied. As for the diagnosis of the behavioral profile of the company's managers and employees, considering the DISC Methodology, the data revealed that one manager had the Commander behavioral style and the other the Commander/Strategist profile (total of two managers). As for the collaborators, it was observed that one collaborator presented the Commander profile, two the Diplomat profile, one Strategist and one Commander/ Presenter/Diplomat (total of five collaborators). From this analysis, a human development (T&D) program was proposed for the company, according to the 5W2H Action Plan. The recommended activities involved Executive Coaching, Strategic Alignment and Group Coaching actions.

Keywords: People management. Training and development. DISC Methodology.

Biografia do Autor

Lucimara Batista Cabral, Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE

Acadêmica do curso de Administração da UNIFEBE.

Josely Cristiane Rosa, Centro Universitário de Brusque - UNIFEBE

Possui graduação em Ciência Política pela Universidade do Vale do Itajaí (2005); Mestrado em
Gestão de Políticas Públicas pela Universidade do Vale do Itajaí (2007); Especialização em Recursos
Humanos pela Universitas Lucius Annaeus Seneca Unilas/FAPAG(2012); Especialização em
Marketing Empresarial pela Universitas Lucius Annaeus Seneca Unilas/FAPAG (2012);
Especialização em Psicologia e Psicopedagogia pela Universitas Lucius Annaeus Seneca
Unilas/FAPAG (2013). Aluna Especial do Programa de Doutorado em Sociologia Política pela
Universidade Federal de Santa Catarina (2012). Tem experiência na área de Ciência Política, com
ênfase em Gestão e Avaliação de Políticas Públicas, atuando principalmente nos seguintes temas:
Sociologia Política, Gestão e Avaliação de Políticas Públicas. Possui experiência também na área de
Recursos Humanos, atuando nas seguintes disciplinas: Gestão de Pessoas e Administração de
Recursos Humanos. É docente em cursos de Graduação e PósGraduação
atuando nas seguintes
disciplinas: Gestão de Pessoas e Cultura Organizacional, Recrutamento e Seleção, Comportamento
Humano nas Organizações, Sociologia Aplicada; Treinamento de Equipes Multifuncionais e Filosofia
da Educação. Atualmente, faz parte do corpo docente do Centro Educacional de Brusque UNIFEBE,
atuando nos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Publicidade e Propaganda,
Direito, Engenharia Civil e Sistema de Informação. É palestrante e realiza treinamento empresarial
na área de liderança motivacional e gestão de pessoas.

Referências

ABBAD, G; BORGES- Andrade, JE. Aprendizagem humana em organizações de trabalho.

Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, p. 237-275, 2004.

BEUREN, Ilse Maria. Trajetória da construção de um trabalho monográfico em contabilidade. In: teoria e prática. 2. ed. São Paulo: Atlas, p. 118, 2004.

CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA, R. Metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2007.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à teoria geral da administração. 8. ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2011.

CHIAVENATO, Idalberto. Treinamentos In Gestão de Pessoas. 2. ed. Rio de Janeiro:

Elsevier, 2010.

CHIAVENATO, Idalberto. Recursos Humanos. 9. ed, São Paulo Atlas, 2009.

CHIZOTTI, Antônio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 6. ed. São Paulo: Cortez, p. 79,

CLUTTERBUCK, D. Coaching Eficaz: como orientar sua equipe para potencializar resultados. São Paulo, 2. ed, Editora Gente, 2008. 2003.

DI STÉFANO, R. O líder-coach: líderes criando líderes. Rio de Janeiro: Qualitymark Editora, 2014.

DUTRA, Joel Souza. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectiva. São Paulo: Atlas, 2009.

DUTRA, Joel Souza. Competências: conceitos e instrumentos, para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas, 2007.

DUTRA, Joel Souza. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo: Atlas, p. 17, 2002.

FLICK, Uwe. Uma Introdução à Pesquisa Qualitativa. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2004.

FROEHLICH, C.; SCHERER, C. E. Treinamento e desenvolvimento: Um estudo de caso na empresa LLV metalúrgica situada no Rio Grande do Sul. DESENVOLVE: Revista de Gestão do Unilasalle, v. 2, n. 3, p. 138–154, set. 2013.

GALVÃO, Marcelo. O ser humano como ser que aprende: O treinamento comportamental. Manual de treinamento e desenvolvimento: Gestão estratégica. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2007.

GALLWEY, T. The Inner Game: A essência do Jogo interior. São Paulo: New Book, 2013.

GIL, Antônio Carlos. Métodos da pesquisa social. 6. Ed. São Paulo: Atlas, p. 17, 2001.

GOLEMAN, Daniel. Inteligência Emocional: a teoria revolucionária que define o que é ser inteligente. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001.

GRANT, A. M. Towards a psychology of coaching: The impact of coaching on metacognition, mental health and goal attainment (Doctoral Dissertation). Macquarie University, Sydney, Australy. 2001.

GONZALES, Marina Joana. T&D e as interfaces com a gestão de pessoas. Manual de treinamento e desenvolvimento: gestão e estratégias; São Paulo: Pearson Prentice Hall, Cap.17., 2007.

HANASHIRO Darcy M. M.; TEIXEIRA Maria L.M.; ZACCARELLI Laura M. Gestão do Fator Humano, 2.ed. Editora Saraiva, 2008.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua – PNAD Contínua. Mercado de Trabalho Brasileiro. Disponível em: <https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/media/com_mediaibge/arquivos/524d1491b642d52912c467367ddf79eb.pdf>. Acesso em: 23 out. 2018.

INSTITUTO CAMINHARE. Metodologia DISC. Florianópolis, 2016.

JOO, B. K. B. Executive coaching: a conceptual framework from an integrative review of practice and research. Human Resource Development Review, v.4, n.4, pp.462-488, 2005.

KILBURG, R. R. Executive coaching: developing managerial wisdom in a world of chaos. Washington: A. P. A. 2000.

LANDSBERG, Max. The Tao of Coaching: Boost Your Effectiveness at Work by Inspiring and developing those around you. Londres: HarperCollins, 2003.

LISBÔA, Maria da Graça Portela; GODOY, Leoni Pentiado. Aplicação do Método 5W2H no Processo Produtivo do Produto: a joia. Iberoamerican Journal of Industrial Engineering, Florianopolis, v. 4, n. 7, p. 32-47, 2012.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Metodologia científica: ciência e conhecimento científico; métodos científicos; teoria, hipóteses e variáveis; metodologia jurídica. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

MARCONI, M. de A.; LAKATOS, E. M. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Atlas, p.27, 2007.

MARCUS, M. T.; LIEHR, P. R. Abordagens de pesquisa qualitativa. Pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação crítica e utilização. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2001.

MARTINS, R. M.; CAMPOS, V. C. Guia prático para pesquisa cientifica. 2. ed. Rondonópolis: Unir, p.19, 2004.

MASLOW, Abraham H. Maslow no Gerenciamento. Rio de Janeiro: Quality mark, 2000.

MAXIMIANO, A. C. A. Teoria geral da administração: da revolução urbana à revolução digital. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2005.

MATOS, Jorge Fernando de. Manual de Formação de Consultor DISC ETALENT. Rio de Janeiro: Se., p 23, 2008.

MICHEL, M.H. Metodologia científica. São Paulo. Atlas, p.36, 2005.

MILKOVICH, George T.; BOUDREAU, John W. Administração de Recursos Humanos. São

Paulo: Atlas, 2010.

MILARÉ, S. A.; YOSHIDA, E. M. P. Intervenção breve em organizações: mudança em coaching de executivos. Psicologia em Estudo, v. 14, p. 717-727, 2009.

MILARÉ, S. A.; YOSHIDA, E. M. P. Coaching de executivos: adaptação e estágio de mudanças. Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Psicologia: Teoria e Prática, 2007, 9(1):86-99.

PRODANOV, Cleber & FREITAS, Ernani. Metodologia do trabalho científico: métodos e técnicas da pesquisa e do trabalho acadêmico. Novo Hamburgo: Feevale, 2013.

RAMPAZZO, L. Metodologia científica: para alunos dos cursos de graduação e pós-graduação. São Paulo: Loyola, 2011.

REGINATTO, Antônio Paulo. Equipes campeãs: potencializando o desempenho de sua equipe. 2. ed. Porto Alegre: SEBRAE/RS, 2004.

SILVA JUNIOR, S.D.; COSTA, F. J. Mensuração e Escalas de Verificação: uma Análise Comparativa das Escalas de Likert e Phrase Completion. PMKT – Revista Brasileira de Pesquisas de Marketing, Opinião e Mídia. São Paulo, Brasil, v. 15, p. 1-16, out. 2014.

SCHETTE, Fátima Rosely. O papel da psicologia no desenvolvimento de líderes organizacionais segundo psicólogos e líderes. Tese de Doutorado. Programa de Pós-graduação em Psicologia – Centro de Ciências e Vida – PUC –Campinas, 182 p 2005.

SLAC - SOCIEDADE LATINO AMERICANA DE COACHING. O que é coaching? Disponível em: <https://www.slacoaching.com.br/o-que-e-coaching>. Acesso em: 15 set.2018.

STOBER, D. R.; PARRY, C. Current challenges and future directions in coaching research. In M. Cananagh, A. M. Grant, & T. Kemp (Eds.), Evidence based in coaching, Vol. 1, pp 13-36. Queensland: Australian Academic Press, 2005.

VERGARA, Sylvia Constant. Métodos de Pesquisa em Administração. São Paulo: Atlas, 2007.

VOLPE, Renata Araújo & LORUSSO, Carla Bittencourt. A importância do treinamento para o desenvolvimento do trabalho. 1-8 p. 2009.

YIN, R.K. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2002.

WHITEMORE, J. (2010). Coaching for performance. Boston, MA: Fourth Edition.

Downloads

Publicado

2021-10-15

Como Citar

CABRAL, L. B.; ROSA, J. C. A METODOLOGIA DISC APLICADA AO PROCESSO DE TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO (T&D): UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA LINIE ESQUADRIAS E VIDROS – BRUSQUE/SC: THE DISC METHODOLOGY APPLIED TO THE TRAINING AND DEVELOPMENT (T&D) PROCESS: A CASE STUDY IN THE COMPANY LINIE ESQUADRIAS E VIDROS – BRUSQUE/SC. Revista Visão: Gestão Organizacional, Caçador (SC), Brasil, v. 10, n. 1, p. 92-111, 2021. DOI: 10.33362/visao.v10i1.2022. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/visao/article/view/2022. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos