ESTRATÉGIAS DELIBERADAS OU EMERGENTES? REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE FORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIAS EM UMA EMPRESA FAMILIAR DE PEQUENO PORTE

DELIBERATE OR EMERGING STRATEGIES? REFLECTIONS ON THE STRATEGY FORMULATION PROCESS IN A SMALL FAMILY BUSINESS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/visao.v10i1.2587

Palavras-chave:

Formulação de estratégias, Estratégias deliberadas, Estratégias emergentes, Empresas familiares, Empresas de pequeno porte

Resumo

O presente estudo teve como objetivo geral analisar o processo de formulação de estratégias de uma empresa familiar de pequeno porte, gerando reflexões sobre a formulação de estratégias em empresas com essas características. Especificamente, os objetivos foram analisar a presença de estratégias deliberadas e emergentes na empresa e identificar os principais responsáveis pela elaboração de estratégias na organização sob análise. A pesquisa se caracterizou como um estudo de caso em que se realizaram entrevistas em profundidade com o proprietário e com o gerente geral da referida empresa. O material textual coletado foi analisado pela técnica de Análise de Conteúdo e interpretado à luz da teoria sobre a temática. Embora os resultados tenham evidenciado que as estratégias emergentes preponderam frente às deliberadas na empresa sob estudo, identificou-se que a elaboração estratégica na organização é deficitária até mesmo no que se refere a estratégias emergentes, destacando-se o poder de influência e de decisão do proprietário, típico de empresas familiares. O presente estudo se mostrou relevante por apresentar implicações teóricas, ao gerar reflexões acerca do processo de formulação de estratégias em empresas familiares de pequeno porte, as quais puderam ser dialogadas com achados de estudos similares prévios. Os resultados do presente estudo também apresentam implicações gerenciais, uma vez que os mesmos poderão ser analisados por gestores de empresas de mesmas características, subsidiando ajustes estratégicos em busca de vantagem competitiva.

Palavras-Chave: Formulação de estratégias. Estratégias deliberadas. Estratégias emergentes. Empresas familiares. Empresas de pequeno porte.

 

Abstract: The present study had as a general objective to analyze the strategy formulation process in a small family business, generating reflections about strategy formulation in companies with these characteristics. Specifically, the objectives were to analyze the presence of deliberate and emerging strategies in the company and to identify the main employees responsible for strategy formulation in the organization under analysis. The research was characterized as a case study in which in-depth interviews were conducted with the owner and with the general manager of the company. The textual material collected was analyzed with the Content Analysis technique and interpreted in light of the theory on the subject. Although the results showed that the emerging strategies prevail over deliberate ones in the company under study, it was identified that strategy formulation in the organization is deficient even with regard to emerging strategies, highlighting the owner’s influence and decision power, typical of family businesses. The present study is relevant for presenting theoretical implications, by generating reflections on the process of strategy formulation in small family businesses, which can be dialogued with findings from previous similar studies. The results of the present study also have managerial implications, once they can be analyzed by managers in companies with the same characteristics, subsidizing strategic adjustments in search of competitive advantage.

Keywords: Strategy formulation. Deliberate strategies. Emerging strategies. Family businesses. Small businesses.

Biografia do Autor

André Luiz Athayde, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Doutor em Administração pela Universidade de Brasília (UnB) com Estágio Doutoral na University of Tampa (UT), em Tampa-FL, Estados Unidos (Bolsista Capes - PDSE); Mestre em Administração pela Universidade Federal de Viçosa (UFV); Graduado em Administração pelo Instituto Educacional Santo Agostinho (FASA); Graduado em Letras Inglês pela Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes); Formação complementar em Inglês Avançado na Middle Tennessee State University (MTSU) em Nashville-TN, Estados Unidos. Formação complementar em Supply Chain Management na NN/AS em Copenhagen, Dinamarca. Já apresentou trabalhos científicos na Universidade de Oxford, Inglaterra (St Annes College - University of Oxford) e na Facultad de Ciencias Sociales da Universidad de Costa Rica, San Jose, Costa Rica. Possui trabalho científico publicado pela Academy of Management (AoM) e já recebeu prêmio de melhor artigo da área de Estudos Organizacionais em evento nacional promovido pela Universidade de São Paulo (SemeAd - USP) . Atuou como Coordenador de Transportes e Exportação em indústria multinacional; Atuou como Coordenador de Planejamento e Infraestrutura da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atuou como Coordenador do Tema Educação Superior e Internacionalização da Divisão EnEPQ/ANPAD em evento científico. Atualmente, é Professor Adjunto do Magistério Superior lotado na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) - Campus Montes Claros; Subcoordenador do Curso de Administração; Membro do Comitê de Coordenação do Centro de Estudos Latino-Americanos, vinculado à Diretoria de Relações Internacionais (DRI/UFMG); Coordenador do Grupo de Estudos em Administração (GEA/ICA/UFMG) e Membro do Núcleo Docente Estruturante (NDE) do Curso de Administração da referida Universidade. Temas de Interesse: Comportamento Organizacional (Valores; Traços de Personalidade; Fontes de Orientação no Trabalho; Cultura); Pesquisa Transcultural; Internacionalização; Língua Inglesa; Supply Chain; Logística; Avaliação de Políticas Públicas e Programas Governamentais.

Carmem Lúcia Veloso Maciel, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Pesquisadora Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

CALDEIRA, A.; LEX, S.; MORAES, C. A.; TOLEDO, L. A. Estratégias emergentes e deliberadas: o processo de formação de estratégias sob o prisma do método do estudo de caso. Revista Eletrônica Sistemas & Gestão, v. 4, n. 3, p. 221-237, set-dez, 2009.

CERTO, S. C.; PETER J. P. Administração estratégica: planejamento e implantação da estratégia. 2ª ed. São Paulo: Prentice Hall, 2005.

COSTA, E. A. Gestão estratégica. São Paulo: Saraiva, 2005.

COSTA, B. K; FISCHMAN, A.; SILVA, L. M. T. Escolas de formulação de estratégias: um estudo em localidades receptivas de turismo no Estado de São Paulo. In: XXXII Encontro da Anpad, Rio de Janeiro-RJ, 2008. Anais...XXXII ENANPAD, Rio de Janeiro, 2008.

GABRICH, R. Combinando estratégias deliberadas e emergentes: estudo de casos em ambientes dinâmicos. Dissertação (Mestrado em Administração) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e Fundação Dom Cabral, Belo Horizonte, 2007.

GABRICH, R.; CASTRO, J. M. A combinação entre estratégias deliberadas e emergentes em organizações: estudo de casos comparativos em ambientes dinâmicos. Contextus – Revista Contemporânea de Gestão, v. 11, p. 66-85, 2013.

HREBINIAK, L.G. Fazendo a estratégia funcionar: o caminho para uma execução bem-sucedida. Porto Alegre: Bookman, 2006.

KAUARK, F. S.; MANHÃES, F. C.; MEDEIROS, C. H. Metodologia da Pesquisa: Um guia prático. Itabuna-BA: Via Litterarum, 2010.

KICH, J.; PEREIRA, M. F. A influência da liderança, cultura, estrutura e comunicação organizacional no processo de implantação do planejamento estratégico. Cadernos EBAPE.BR, v. 9, nº 4, artigo 6, p. 1045– 1065, Rio de Janeiro, 2011.

MARKS, S. R. Estruturas e Processos Organizacionais. Ijuí: Editora Unijuí, 2008.

MELO, D. C.; PIMENTA, M. L.; PIATO, E. L. Processo de formulação de estratégias: o caso do maior grupo atacadista da América Latina. GEPROS. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, ano 5, n. 2, Abr-Jun/2010.

MINTZBERG, H.; AHLSTRAND, B.; LAMPEL, J. Safári de Estratégia: um roteiro pela selva do planejamento estratégico. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

MINTZBERG, H. Patterns in strategy formation. Management Science. vol. 24, n. 9, May, 1978. p. 580-589.

MOREIRA, J. M.; ALTAF, J. G.; TROCCOLI, I. R. O caso RSM Pneus: estratégias de sucessão em uma empresa familiar. Revista Foco, v.9, n. 1, jan-jun, 2016.

OLIVEIRA, D. P. R. Sistemas, organização e métodos: uma abordagem gerencial. 16 ed. São Paulo: Atlas, 2006.

OLIVEIRA, F. C.; TEIXEIRA, T. M. C. Cultura brasileira e imaginário organizacional: uma análise da microempresa informal familiar. In: XIII Simpósio de Engenharia de Produção - Bauru, SP, Brasil, nov, 2006.Anais...XII SEP, São Paulo, 2006.

PAIVA, K. C. M.; OLIVEIRA, M. C. S. M.; MELO, M. C. O. L. Produção científica brasileira sobre empresa familiar - um metaestudo de artigos publicados em anais de eventos da ANPAD no período de 1997-2007, RAM, Rev. Adm. Mackenzie (Online), v. 9, n. 6, p. 148-173, 2008.

PORTER, M. O que é estratégia. Grupo Técnico de Planejamento Estratégico da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS/GTPE. In: PORTER, M. What is Strategy. Harvard Business Review, nov-dez,1996. Disponível em: http://www.mettodo.com.br/pdf/O%20que%20e%20Estrategia.pdf. Acesso em 16 out. 2018.

PORTER, M. Estratégia Competitiva: técnicas para análise de indústrias e da concorrência. 7 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 1986.

ROCHA, D. C. da; BRAIDO, G. M.; HABERKAMP, A. M. Gestão Estratégica em Empresas Familiares: um Metaestudo de Publicações no Período entre 2010 e 2015.

Estudo & Debate em Gestão & Planejamento, v. 24, n. 2, p. 93-120, 2017.

SANTOS, L. L. da S.; TURETA, C.; FELIX, B. A qualitative method proposal for the study of strategy as practice. Revista de Administração Contemporânea (RAC), v. 25, n. 2, p. 1-17, 2020.

SEBRAE. As características de negócios familiares (13/06/2016). Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/as-caracteristicas-de-negocios-familiares,48e89e665b182410VgnVCM100000b272010aRCRD. Acesso em 27 nov. 2018.

TERENCE, A. C. F. Planejamento estratégico como ferramenta de competitividade na pequena empresa. 2002. Dissertação de Mestrado. Universidade de São Paulo.

TOLEDO, L. A.; MORAES, Cláudio Alberto de: LEX, Sérgio: CALDEIRA, Adilson. Estratégias emergentes e deliberadas: o processo de formulação de estratégias sob o prisma do método do estudo de caso. Sistemas & gestão S&G, v. 4, p.221-237, 2009.

Downloads

Publicado

2021-11-18

Como Citar

ATHAYDE, A. L. .; VELOSO MACIEL, C. L. ESTRATÉGIAS DELIBERADAS OU EMERGENTES? REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO DE FORMULAÇÃO DE ESTRATÉGIAS EM UMA EMPRESA FAMILIAR DE PEQUENO PORTE: DELIBERATE OR EMERGING STRATEGIES? REFLECTIONS ON THE STRATEGY FORMULATION PROCESS IN A SMALL FAMILY BUSINESS. Revista Visão: Gestão Organizacional, Caçador (SC), Brasil, v. 10, n. 1, p. 148-169, 2021. DOI: 10.33362/visao.v10i1.2587. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/visao/article/view/2587. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos