ECONOMIA CRIATIVA NA MODA: UM ESTUDO DE CASO DO ATELIER CALLE 7 NA CIDADE DE ARARANGUÁ-SC

CREATIVE ECONOMY IN FASHION: A CASE STUDY OF THE ATELIER CALLE 7 IN THE CITY OF ARARANGUÁ-SC

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/visao.v11i1.2657

Palavras-chave:

Economia Criativa., Design de Moda., Diversidade Cultural., Aculturação.

Resumo

A Economia Criativa tem ganhado muita visibilidade nas últimas duas décadas, devido à sua grande capacidade de impulsionar o crescimento econômico, à geração de empregos e ao desenvolvimento das sociedades com base em atividades de capital intelectual e criativo. Com o intuito de pesquisar sobre a temática da economia criativa na moda, este artigo teve como objetivo, compreender de que forma o artesanato da cidade de Araranguá-SC está inserido no mercado da moda, a fim de desenvolver serviços, produtos ou coleções de moda inovadoras, utilizando-se da diversidade cultural local. Quanto aos procedimentos metodológicos, a pesquisa se caracteriza como qualitativa, descritiva e exploratória. Para a coleta de dados, foi realizada uma entrevista com o artesão local Alex Santos, proprietário do atelier Calle7. Dentre os resultados deste estudo, percebe-se a dificuldade de fomento, a ausência da capacitação de profissionais, a compreensão da cadeia produtiva, o gargalo na distribuição do produto e a carência de marcos legais, trabalhistas, tributários e de propriedade intelectual. Mesmo diante de todas essas dificuldades, existem profissionais do setor criativo no cenário brasileiro que acreditam na diversidade cultural e são guiados por seus ideais e sua força criativa, desenvolvem projetos inovadores e destacando-se no modelo da economia criativa.

Palavras-Chave: Economia Criativa. Design de Moda. Diversidade Cultural. Aculturação.

 

Abstract: The Creative Economy has gained a lot of visibility in the last two decades, due to its great capacity to boost economic growth, employment creation and the development of societies based on intellectual and creative capital activities. With the aim of researching the theme of the creative economy in fashion, the objective of the study is to, understand how the crafts of the city of Araranguá-SC, are included in the fashion market in order to develop, products or fashion collections using the local cultural diversity. As for methodological procedures, the research is characterized as qualitative, descriptive and exploratory. For data collection, an interview was held with the local craftsman Alex Santos, owner of atelier Calle7. Among the results of this study, one can see the difficulty of, absence of professional training and understanding of the productive chain, bottleneck in product distribution, lack of legal frameworks, labor, social security, tax and intellectual property. Faced with all these difficulties, there are professionals from the creative sector in the Brazilian scenario who do not give up before them. They believe in our cultural diversity and are guided by their ideals and creative strength, develop innovative projects, and stand out in the creative economy model.

Keywords: Creative Economy. Fashion Design. Cultural Diversity. Acculturation.

Referências

ALONSO, Maria Rita. Projeto ponto firme, feito por detentos, traz questão sócio-política ao SPFW. 2018. Disponível em: <https://emais.estadao.com.br/noticias/moda-e-beleza,projeto-ponto-firme-feito-por-detentos-causa-comocao-na-spfw,70002278624> Acesso em: 28 maio 2018.

ALONSO, Maria Rita. Ronaldo Fraga emociona com desfile sobre tragédia de Mariana. 2018. Disponível em: <https://emais.estadao.com.br/noticias/moda-e-beleza,ronaldo-fraga-emociona-com-desfile-sobre-tragedia-de-mariana,70002285346> Acesso em: 28 maio 2018.

CHATAIGNIER, Gilda. História da Moda no Brasil. 1. ed. São Paulo: Estação das Letras e Cores, 2010.

CONFERÊNCIA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA COMÉRCIO E DESENVOLVIMENTO UNCTAD. 2010. Relatório de economia criativa 2010. Nações Unidas, 392 p. Disponível em: <http://unctad.org/pt/docs/ditctab20103_pt.pdf> Acesso em: 14 maio 2018.

COSTA, Ana Maria Nicolaci da, O talento jovem, a internet e o mercado de trabalho da “economia criativa”. Psicologia & Sociedade, v. 23, n. 3, p. 554-563, 2011. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=309326607013> Acesso em: 11 dez. 2018.

COSTA, Dalla Armando; SANTOS, Elson Rodrigo de Souza. Economia criativa: novas oportunidades baseadas no capital intelectual. Economia & Tecnologia, Curitiba, ano 7, v. 25, p. 179-186, abr./jun. 2011. Disponível em: <http://www.economiaetecnologia.ufpr.br/revista/25%20Capa/Armando%20Dalla%20Costa%20-%20Elson%20Rodrigo%20Souza-Santos.pdf> Acesso em: 11 dez. 2017.

FACEBOOK.Calle7. 2008. Disponível em:<https://www.facebook.com/pg/Ateli%C3%AA-Calle7-245636098927716/photos/?tab=album HYPERLINK "https://www.facebook.com/pg/Ateliê-Calle7-245636098927716/photos/?tab=album&album_id=247857552038904"& HYPERLINK "https://www.facebook.com/pg/Ateliê-Calle7-245636098927716/photos/?tab=album&album_id=247857552038904"album_id=247857552038904> Acesso em: 28 maio 2018.

MACHADO, Luiz Alberto. Economia criativa: definições, impactos e desafios. 2012. 25p. Disponível em: <http://www.faap.org/revista_faap/rel_internacionais/REVISTA_ECONOMIA_21.pdf#page=84>. Acesso em: 14 abril 2018.

NEWBIGIN, John. A economia Criativa: um guia introdutório. 2010. Disponível em: <https://creativeconomy.britishcouncil.org/media/uploads/files/Intro_guide_-_Portuguese.pdf> Acesso em 22 maio 2018.

ECOERA, Portal. Ronaldo Fraga e as mudas de um verão que vira. 2018. Disponível em: <https://www.portalecoera.com.br/moda/ronaldo-fraga-e-as-mudas-de-um-verao-que-vira/> Acesso em: 28 maio 2018.

SANTOS, Heloísa Helena de Oliveira. Moda e economia criativa: políticas culturais no Brasil contemporâneo. 2014. Vol.50, N. 3, p. 194-205. Disponível em: Acesso em: 14 abr. 2018.

SEC. Plano da Secretaria da Economia Criativa: políticas, diretrizes e ações, 2011 – 2014. Brasília: Ministério da Cultura, 2012. Disponível em: <http://www.cultura.gov.br/documents/10913/636523/PLANO+DA+SECRETARIA+DA+ECONOMIA+CRIATIVA/81dd57b6-e43b-43ec-93cf-2a29be1dd071>. Acesso em: 14 maio 2018.

TINTI, Roberta. Projeto ponto firme: como o crochê muda a realidade de detentos. 2017. Disponível em: <https://claudia.abril.com.br/sua-vida/projeto-ponto-firme-croche-detentos/> Acesso em: 28 maio 2018.

VILA NOVA, Sebastião. Introdução à Sociologia. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

Downloads

Publicado

2022-08-01

Como Citar

DE SOUZA, E.; ELIAS FERMIANO, C.; EVANGELISTA SANTANA, F.; BETT SORATTO, R.; HILSENDEGER PEREIRA DE OLIVEIRA, A. . ECONOMIA CRIATIVA NA MODA: UM ESTUDO DE CASO DO ATELIER CALLE 7 NA CIDADE DE ARARANGUÁ-SC : CREATIVE ECONOMY IN FASHION: A CASE STUDY OF THE ATELIER CALLE 7 IN THE CITY OF ARARANGUÁ-SC. Revista Visão: Gestão Organizacional, Caçador (SC), Brasil, v. 11, n. 1, p. 176-192, 2022. DOI: 10.33362/visao.v11i1.2657. Disponível em: https://periodicos.uniarp.edu.br/index.php/visao/article/view/2657. Acesso em: 13 ago. 2022.

Edição

Seção

Artigos