DIDÁTICA SENSÍVEL: PROPOSTA POTENTE PARA FORMAÇÃO SENSÍVEL DE PROFESSORES

SENSITIVE DIDACICS: POWERFUL PROPOSAL FOR SENSITIVE TEACHER EDUCATION

Autores

DOI:

https://doi.org/10.33362/professare.v11i3.3008

Palavras-chave:

Didática Sensível, Formação, Professores

Resumo

O presente artigo se fundamenta a partir de estudos que inspiraram o objetivo em analisar e discutir sobre a Didática Sensível enquanto proposta de didática importante e potente para a formação sensível de professores. A Didática como ciência da educação [ensino-aprendizagem], disciplina pedagógica, campo de investigação e exercício profissional, vem desenvolvendo-se teoricamente ao longo da história sob diferentes concepções acerca de seu papel nos processos de ensino-aprendizagem. Nos estudos da Didática Sensível a potência dos diálogos se faz a partir da impossibilidade de haver uma separação entre razão e sensibilidade. Para a construção desta proposta busca-se o lastro conceitual sobre o raciovitalismo de Michel Maffesoli e a educação do sensível de Duarte Júnior. As principais referências situadas em D'ÁVILA (2016, 2018, 2020, 2021), DUARTE JÚNIOR (2001, 2004), MAFFESOLI (1998), PIMENTA (2018), SUANNO (2015, 2021, 2022) e contribuições de outros autores foram fundamentais para o processo de produção escrita deste artigo, possibilitando reflexões, análises e discussões sobre a temática abordada no contexto da Didática Sensível. O artigo inicialmente apresenta uma contextualização sobre a Didática Sensível conduzindo para uma análise e reflexão sobre o Saber Sensível e o Raciovitalismo. Segue o diálogo para a discussão acerca da Formação Sensível de Professores e por fim reconhece-se na Didática Sensível o impulso e o avanço em contribuir para uma formação sensível de professores capaz de aguçar a estética, o lúdico e a inteligibilidade nas formas de apreensão e produção do conhecimento.

Palavras-chave: Didática Sensível. Formação. Professores.

 

ABSTRACT

This article is based on studies that inspired the objective of analyzing and discussing Sensitive Didactics as an important and powerful didactic proposal for the sensitive training of teachers. Didactics as a science of education, pedagogical discipline, field of investigation and professional practice, has been theoretically developed throughout history under different conceptions about its role in teaching-learning processes. In the studies of Sensitive Didactics, the potency of the dialogues is made from the impossibility of having a separation between reason and sensitivity. For the construction of this proposal, we seek the conceptual ballast on Michel Maffesoli's rationalism and Duarte Júnior's education of the sensitive. The main references located in D'ÁVILA (2016, 2018, 2020, 2021), DUARTE JÚNIOR (2001, 2004), MAFFESOLI (1998), PIMENTA (2018), SUANNO (2015, 2021, 2022) and contributions from other authors were fundamental to the process of writing this article, allowing reflections, analyzes and discussions on the theme addressed in the context of Sensitive Didactics. The article initially presents a contextualization on Sensitive Didactics leading to an analysis and reflection on Sensitive Knowledge and Ratiovitalism. The dialogue continues for the discussion about Sensitive Teacher Training and finally, in Sensitive Didactics, the impulse and progress in contributing to a sensitive training of teachers capable of sharpening aesthetics, playfulness and intelligibility in the forms of apprehension and knowledge production.

Keywords: Sensitive Didactics. Training. Teachers.

Biografia do Autor

Lívia Patrícia Fernandes, Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás – PPGE/FE/UFG

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás – PPGE/FE/UFG, vinculada a linha Formação, Profissionalização Docente e Trabalho Educativo.

Marilza Vanessa Rosa Suanno, Universidade Federal de Goiás

Pós-doutorado pela Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT). Doutora em Educação pela Universidade Católica de Brasília UCB (2015). Doutorado sanduíche realizado na Universidade de Barcelona UB (2011/2012). Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás PUC Goiás (2006) revalidação do Mestrado em Ciências da Educação Superior pela Universidad de La Habana UH (2003). Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Goiás UFG (1994). Professora efetiva da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás UFG. Vice-coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação PPGE/FE/UFG. Líder do DIDAKTIKÉ Grupo de Estudos e Pesquisas em Didática e Questões Contemporâneas http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/7805627761585698 - DGP/CNPq. Membro da Diretoria do Centro de Estudos e Pesquisas em Didática ? CEPED. Membro da Associação Nacional de Didática e Práticas de Ensino - ANDIPE (Representante do Centro-Oeste). Membro da Diretoria da Rede Internacional de Escolas Criativas (Acordo de Cooperação Internacional com 17 instituições). Membro do Núcleo de Formação de Professores da Faculdade de Educação FE/UFG. Membro da Asociación de Escuelas Creativas ADEC (Barcelona/ES). Membro dos Grupos de Pesquisa: a) Ecologia dos Saberes e Transdisciplinaridade Ecotransd/UCB; b) Rede Internacional Investigando Escolas Criativas e Inovadoras UFT.

Referências

D'ÁVILA, Cristina Maria. Didática Sensível. Canal Youtube UFG Oficial. vídeo (2h 06min 15seg). (Live promovida pelo PPGE/FE/UFG; DIDAKTIKÉ;RIEC). Transmitido ao vivo em 26 de abril de 2021. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=ffuu9kmCwcA&t=1s. Acesso em: 26 abr. 2021.

D’ÁVILA, Cristina; ZEN, Giovana; MOURA GUERRA, Denise. Formação espectral: do pensamento complexo ao raciovitalismo na formação de professores universitários. Revista Polyphonía, [S. l.], v. 31, n. 1, p. 245–263, 2020. DOI: 10.5216/rp.v31i1.66941. Disponível em: https://www.revistas.ufg.br/sv/article/view/66941. Acesso em: 28 mar. 2022.

D’ÁVILA, Cristina; MADEIRA, Ana Verena; GUERRA, Denise. Diário on-line e pesquisa-formação com docentes universitários. In: D’ÁVILA Cristina; MADEIRA, Ana Verena (Orgs). Ateliê didático: uma abordagem criativa na formação continuada de docentes universitários. Salvador: UFBA, 2018.

D’ÁVILA, Cristina. Razão e sensibilidade na docência universitária. Em Aberto, Brasília, v. 29, n. 97, p. 103-118, set./dez. 2016. Disponível em: http://emaberto.inep.gov.br/ojs3/index.php/emaberto/article/view/3173. Acesso em: 28 abr. 2022.

DUARTE JÚNIOR, João Francisco. O Sentido dos Sentidos: a educação do sensível. Curitiba: Edições Criar, 2001.

DUARTE JÚNIOR, João Francisco. Fundamentos estéticos da educação. 9. ed. Campinas, SP: Papirus, 2004.

LIBÂNEO, José Carlos; ALVES, Nilda (Org.). Temas de pedagogia: diálogos entre didática e currículo. São Paulo: Cortez Editora, 2012. p. 61-76

MAFFESOLI, Michel. Elogio da razão sensível. Tradução de Albert Christophe Migueis Stuckenbruck. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

PIMENTA, Selma Garrido. As ondas críticas da didática em movimento resistência ao tecnicismo/neotecnicismo neoliberal. In: SILVA, Marco; ORLANDO, Cláudio; ZEN, Giovana (Orgs). Didática: abordagens teóricas contemporâneas. E-book XIX ENDIPE/2018, Volume 1. Salvador: EDUFBA, 2019. 336 p. Disponível em: https://repositorio.ufba.br/ri/handle/ri/30770. Acesso em: 28 mar. 2022.

SOARES, Maria Luiza Passos. Educação estética – investigando possibilidades a partir de um grupo de professoras. Orientador: Angel Pino Sirgado.2008. 99 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Curso de Pós-Graduação Stricto Sensu, Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, 2008. Disponível em: https://siaiap39.univali.br/repositorio/handle/repositorio/1776. Acesso em: 13 maio 2022.

SUANNO, Marilza Vanessa Rosa. Campo didático em contraposição ao neoliberalismo e ao neotecnicismo: apontamentos sobre perspectivas interculturais, complexas, transdisciplinares e sensíveis. 40ª Reunião Nacional Anped, 2021.

SUANNO, M. V. R. Entre brechas e bifurcações a didática segue em movimento e em contraposição ao neoliberalismo/neotecnicismo. Cadernos De Pesquisa, 29 (3). 2022. https://doi.org/10.18764/2178-2229v29n3.2022.46

SUANNO, Marilza Vanessa Rosa. Didática e trabalho docente sob a ótica do pensamento complexo e da transdisciplinaridade. Tese de Doutorado em Educação, pelo Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação, pela Universidade Católica de Brasília – UCB, Brasília-DF, 2015. 493 p.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 2014.

Downloads

Publicado

2022-12-22

Como Citar

Fernandes, L. P. ., & Suanno, M. V. R. . (2022). DIDÁTICA SENSÍVEL: PROPOSTA POTENTE PARA FORMAÇÃO SENSÍVEL DE PROFESSORES: SENSITIVE DIDACICS: POWERFUL PROPOSAL FOR SENSITIVE TEACHER EDUCATION. Professare, 11(3), e3008-3008. https://doi.org/10.33362/professare.v11i3.3008

Edição

Seção

Dossiê: FORMAÇÃO DOCENTE: estudos e práticas educativas